Novo Kaspersky Security Cloud apresentado em Madrid

A Kaspersky acaba de apresentar em Madrid, Espanha, num evento exclusivo para a imprensa, a atualização do Kaspersky Security Cloud.Parece-nos óbvio que a privacidade é, hoje, um direito inalienável mas que controlo temos sobre os nossos dados? Quanto valem? Esta foi a questão com que nos confrontámos logo no início da apresentação. Todos devíamos ser zelosos da nossa privacidade mas nem sempre sabemos como o fazer ou estamos preparados para a rapidez com que os ciberataques acontecem.

“O mail mais tonto que utilizem para fazer um log qualquer, pode ser uma porta de entrada para múltiplos serviços, acreditem”, somos alertados.

Ao mesmo tempo que nos lançam esta inquietação, percebemos que já nos ligámos a uma rede wi-fi à qual só temos acesso limitado a três horas e contra os nossos dados de e-mail ou Facebook. Sem querer, talvez já estejamos a correr riscos.

Hoje em dia o roubo de um computador pode valer muito dinheiro, não só pelo valor do aparelho em si, mas pelos dados pessoais que lá estão e que são vendáveis. E o mais curioso (ou assustador) é que os nossos dados não estão “escondidos” na deep dark web mas sim na “Internet normal” numa espécie de “supermercados” de contas.

Uma das novidades do serviço é a proteção em múltiplos dispositivos através de ferramentas de controlo de segurança obtidas por uma única conta.

O novo KSC reduz o risco de violação de privacidade dos utilizadores, alertando-os para as autorizações solicitadas por apps em dispositivos Android (como contactos, localização ou a câmara, por exemplo). Além disso também notifica os utilizadores sobre tentativas de phishing escondidas em links encurtados de acesso a websites. Mais funcionais, estes links têm vindo a ser muito usados em campanhas de marketing digital, mas também acarretam novos riscos, uma vez que o utilizador não consegue identificar com facilidade o domínio do URL antes de clicar na ligação. Conscientes disso, os cibercriminosos têm vindo a aumentar os ataques de phishing por esta via.

A versão mais avançada do KSC não só identifica permissões que sejam potencialmente perigosas, como explica quais os riscos associados às permissões mais comuns.

“O Kaspersky Security Cloud foi atualizado para garantir aos utilizadores maior controlo sobre as suas informações pessoais, seja qual for o dispositivo”, diz Marina Titova, Diretora de Marketing de Produto para Consumidor na Kaspersky.

Estão disponíveis a partir de hoje, também em Portugal, três edições do KSC – Free, Personal e Family.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here