Novidades Apple: Confira todas as novidades do iOS 11

Red Magic 3S

Finalmente a Apple liberou a versão final do iOS 11 para os usuários de iPhone, iPad e iPod touch. O update chega com uma série de novos recursos importantes e mudanças visuais significativas. A versão 11 tem um papel importante no iPad, sendo ele o dispositivo a receber mais novidades.

A maioria dos dispositivos que executam a versão 10 serão capazes de atualizar para o iOS 11 sem problemas.

Como o sistema anuncia uma era de software 64 bits, então o iPhone 5, 5c e iPad (quarta geração) foram deixados de lado. Aqui está a lista completa dos dispositivos compatíveis:

  • iPhone X, iPhone 8, iPhone 8 Plus, iPhone 7, iPhone 7 Plus, iPhone 6s, iPhone 6s Plus, iPhone 6, iPhone 6 Plus, iPhone SE, iPhone 5s
  • iPad Pro de 12,9 polegadas, iPad Pro de 10,5 polegadas, iPad Pro de 9,7 polegadas, iPad (quinta geração), iPad Air 2, iPad Air, iPad mini 4, iPad mini 3, iPad mini 2
  • iPod touch (sexta geração)

Para atualizar seu aparelho é bem simples: vá em Configurações → Geral → Atualização de software. É importante lembrar que é necessário está conectado a uma rede Wi-Fi e ter pelo menos 50% de carga na bateria para que tudo ocorra bem durante a atualização. Por se tratar de um grande lançamento, os servidores da Apple muitas vezes ficam sobrecarregados, por isso mantenha a calma se a atualização não aparecer imediatamente ou demorar muito para baixar, é um tanto quanto “normal”.

O que há de novo no iOS 11?

O iOS 11 inclui muitos recursos novos, com foco especial no iPad, introduzindo formas mais precisas de multitarefa e uso do sistema operacional em uma tela grande. Vamos listar algumas das principais mudanças/novidades:

Centro de controle com atalhos totalmente novos

Ao contrário do iOS 10, que tinha um design de três painéis, agora, a Apple reintroduz o Centro de Controle com uma experiência de tela única. Widgets e atalhos aparecem como ícones individuais que ao serem pressionados usando 3D Touch, revelam outras funcionalidades.

O exemplo mais simples que podemos dar é no player de música. Pressionando um pouco mais forte, o álbum é exibida juntamente com um controle deslizante de volume e uma pequena barra indicando o progresso da música que está sendo tocada.

A Apple também adicionou novos controles, tais como: atalho para cartões Wallet, calculadora, bateria e muito mais. Você pode habilitar mais destes atalhos em Configurações → Centro de controle → Personalizar controles. Ao adicionar muitos ícones no Centro de Controle, o sistema não poderá encaixar tudo na tela ao mesmo tempo, então a página poderá ser rolada para cima/baixo para visualizar mais atalhos. E para os curiosos de plantão, sim, realmente existe um novo recurso de gravação de tela. A única maneira de usá-lo é pelo Centro de Controle, mas para isso, você terá que ativar o mesmo manualmente nas configurações, pois a funcionalidade não está habilitada por padrão.

Ícones dos aplicativos mais bonitos e simplificados

Uma nova iconografia foi aplicada em vários aplicativos padrões do sistema. O iTunes e a App Store possuem uma logo completamente nova, enquanto o ícone “Lembretes” e “Notas” sofreram algumas simplificações para torná-los mais “clean”. Os “Contatos” apresentam um homem e uma mulher em seu ícone.

A “Calculadora” mudou seu visual para uma miniatura de uma calculadora de mesa. Muitos outros ícones dos aplicativos nativos do sistema receberam ajustes menores. A “Câmera” saiu dos detalhes em relevo para um estilo mais plano, “Configurações” configura seu contraste entre algo mais claro e escuro, e a agulha do Safari mudou sua orientação discretamente.

Tela de bloqueio se une a Central de Notificações

Foi feita uma unificação entre a tela de bloqueio e a central de notificações no iOS 11. Em vez de duas interfaces distintas para cada função, agora, as duas áreas do sistema compartilham aparência e funcionalidade semelhantes. Ao puxar para baixo no topo da tela, você pode levar um tempo para entender as mudanças.

Podemos pensar que o iPhone está bloqueado, quando na verdade, é apenas a nova maneira de ver notificações. A nova central de notificações usa o papel de parede da tela de bloqueio e inclui os mesmos acessos rápidos aos widgets e câmera. Apesar de serem parecidas, a tela de bloqueio exibe apenas banners recentes, já a central sempre mostrará a lista completa de notificações.

App Store redesenhada

A loja de aplicativos no iOS 11 foi totalmente redesenhada visando melhorar a descoberta de aplicativos e suas respectivas categorias. A aba “Today” será atualizada regularmente com aplicativos famosos, entrevistas com desenvolvedores e muito mais.

A Apple deixou bem mais simples a busca por determinado conteúdo em sua loja. Por exemplo, a guia “Jogos” e “Aplicativos” foi inserida para ajudar os usuários. A empresa está fazendo uma clara distinção entre as duas categorias para melhorar a visibilidade de aplicativos e jogos. A nova App Store também destaca muito mais a visualização de vídeo, facilita a leitura das melhores críticas e oferece novas opções aos desenvolvedores para promover compras no aplicativo.

Siri recebe uma nova voz e uma melhor integração ao sistema

A Siri vem recebendo melhorias significativas a cada update, agora no iOS 11, a assistente suporta á tradução do inglês para chinês, francês, alemão, italiano e espanhol. A assistente pode ser integrada em mais aplicativos de terceiros, podendo ser usada para escrever notas, ler códigos QR e ser útil em aplicativos bancários. E não só isso, a Siri também pode ser usada para recomendar notícias no aplicativo “Notícias”, encontrar consultas de pesquisa relacionadas no Safari e muito mais.

A mudança principal para a assistente virtual deste ano é uma nova voz sintetizada: a voz feminina da Siri dos EUA foi inserida visando transmitir mais personalidade, falar com inflexões naturais e, finalmente, um som mais humano. Para aproveitar a nova voz, entre nas configurações da Siri e selecione a voz feminina dos Estados Unidos.

Fotos que economizam mais espaço, novos filtros na câmera e mais

Se você ama fotografia, o aplicativo “Câmera” trouxe mais nove filtros artísticos para embelezar suas fotos. Já no modo “Retrato”, a Apple aplicou algumas melhorias para criar imagens com efeito de profundidade mais realistas. Além disso, o modo “Retrato” agora suporta estabilização óptica da imagem, HDR e True Tone.

A empresa também adotou um novo formato para fotos e vídeos capturados com a câmera do dispositivos no iOS 11, agora, os arquivos usarão até 50% menos espaço. Por padrão, as imagens e vídeos gravados serão convertidos nos formatos tradicionais JPG e MP4 para não atrapalhar a compatibilidade com outros aplicativos e programas. Outra novidade no aplicativo “Câmera” é a presença de um leitor de QR Code.

Novas Memórias e suporte a GIFs animados

Para facilitar a vida dos usuários do iOS 11, agora, o aplicativo “Fotos” sincroniza rostos no álbum “Pessoas” nos dispositivos que usam o “iCloud Photo Library”, permitindo aos usuários organizar seus álbuns com rostos familiares uma só vez, mas visualizarem essas imagens sempre que quiserem em um iPhone, iPad, Apple TV e Mac. Há também novas memórias. O iOS é capaz de detectar automaticamente animais de estimação, bebês, casamentos, eventos esportivos e muito mais, permitindo agrupá-los em um só lugar.

A Apple também está oferecendo novas ferramentas de edição para o “Live Photo”, incluindo efeitos divertidos como efeitos “Loop”, “Bounce” e “Long Exposure”. Você também pode silenciar o áudio em uma foto e selecionar um novo quadro-chave. Mas talvez o mais importante para muitos usuários finalmente está disponível, o aplicativo “Fotos” exibe de forma adequada GIF animados.

Modo “não perturbe” enquanto estiver dirigindo

Segurança em primeiro lugar, certo? Essa também parece ser a política da Apple, principalmente quando você estiver dirigindo. Com o iOS 11, o iPhone usará o GPS e outros sensores para detectar se o proprietário está conduzindo um veículo e irá silenciar as notificações automaticamente, além de manter a tela desligada para minimizar distrações. O dispositivo pode enviar respostas em texto automaticamente, se você habilitar essa opção. Claro que essa novidade pode ser desativada sem nenhum problemas nas configurações do aparelho.

Orientação da pista e mapas internos

O aplicativo “Maps” recebeu uma série de melhorias. Agora, os mapas podem exibir informações de orientação da pista e limite de velocidade, fornecendo informações úteis ao trafegar em estradas desconhecidas. As novidades podem ser vistas dentro do Google Maps ou através do CarPlay.

Alguns locais, como grandes aeroportos e shoppings, exibirão plantas internas no Google Maps. Isso significa que o usuário pode ser guiado por GPS até seu portão de embarque e não apenas para o aeroporto em si. Obviamente, esse recurso deve demorar algum tempo para ser amplamente usado, afinal, tudo depende de fontes que cedam dados desses lugares. Por fim, o “Flyover” no Apple Maps pode atuar como uma cena de realidade aumentada; mova o dispositivo iOS no espaço 3D para ajustar a câmera.

Digite com apenas uma mão e melhorias no teclado

O teclado do sistema recebeu várias melhorias. No iPhone é possível ativar o modo para digitar com apenas uma mão, fazendo com que as teclas se comprimam em um espaço menor no lado esquerdo ou direito da tela, tornando mais fácil digitar com um único polegar enquanto segura o telefone.

Já os usuários do iPad, podem deslizar as teclas com vários caracteres para encontrar um símbolo alternativo. Isso acelera a digitação, reduzindo a quantidade de vezes que você precisará alternar os contextos do teclado. Em modelos 9,7 polegadas e 10,5 polegadas do iPad, as teclas agora incluem números secundários e pontuação.

Novo aplicativo para gerenciar o iCloud Drive e serviços de terceiros

O “Files” é o aplicativo da Apple totalmente novo introduzido no iOS 11. Ele integra-se com o “iCloud Drive” e serviços de terceiros, como o Dropbox ou o Google Drive, para o usuário ser capaz de procurar seus documentos e pastas, adicionar tags e ver projetos ativos. Uma função exclusiva do iPad é a possibilidade de ver os arquivos armazenados na tela inicial como um pop-up sem sequer iniciar a aplicação.

iPad: Acesse o novo Dock em qualquer tela

O primeiro recurso exclusivo do iPad é o novo Dock. Agora, o Dock é capaz de conter muito mais aplicativos. Há também uma nova seção no lado direito para mostrar os aplicativos recém-abertos. O grande “trunfo” dessa vez é que o recurso pode ser acionado em qualquer lugar do sistema, para isso, dentro de um aplicativo deslize para cima partindo da borda inferior e o Dock surgirá.

Isso funciona como uma maneira super-rápida de alternar entre seus aplicativos favoritos sem ter que voltar á tela inicial. Ao executar um deslize mais longo, o iPad entrará na nova interface de multitarefa chamada “Mission Control” – que combina cartões de aplicativos recentes com o Control Center.

iPad: Use várias aplicações ao mesmo tempo

A Apple melhorou drasticamente o iOS 11 no iPad para conseguir uma experiência mais precisa envolvendo múltiplas aplicações. Agora, ao usar o “Slide Over” nos apps, eles surgem como uma janela flutuante e podem ser arrastados para o lado esquerdo ou direito da tela. Mas infelizmente o “Split View” suporta apenas dois aplicativos ao mesmo tempo.

Entretanto, á partir de agora, os usuário podem interagir com quatro aplicativos simultaneamente; dois aplicativos em “Split View”, um aplicativo “Slide Over” flutuante e uma janela de vídeo “Picture-In-Picture”. A multitarefa no iPad está consideravelmente melhor.

iPad: Função arrastar e soltar

Outra grande atualização para o iPad é a função “arrastar e soltar”. A novidade pode ser usada em todo o sistema para interações multitarefa e para compartilhamento de dados entre aplicativos. Por exemplo, imagine que você está usando o Safari em tela cheia e quer abrir o aplicativo “Calendário”, para facilitar a usabilidade, você pode iniciar uma visualização de tela dividida. Veja como se faz:

  • Pressione o botão Home ou use o gesto “zoom-out” com os cinco dedos para retornar à tela inicial.
  • Localize o ícone do “Calendário” e mantenha-o pressionado para começar a arrastá-lo.
  • Com outro dedo, usando ás duas mãos, reabra o Safari tocando em seu ícone, mas não solte o ícone do “Calendário”.
  • Em seguida, arraste o “Calendário” para a borda direita da tela e solte-o quando você vê-lo abrir. O iOS entrará no modo de visualização de tela dividida.

Não se trata apenas de tarefas múltiplas. O “arrastar e soltar” pode ser usado de várias formas, como pegar um link da web no Safari e colocá-lo em uma anotação, ignorando o famoso copiar-colar. Você também pode selecionar vários itens ao mesmo tempo, como mover várias fotos para um novo álbum com simples gesto.

E o melhor, os desenvolvedores podem atualizar seus aplicativos para suportar essa novidade, fazendo com que um leque de possibilidades se abra. A função também existe no iPhone, mas os itens não podem ser movidos entre aplicativos como no iPad, além de não ser possível ter várias aplicações na tela ao mesmo tempo.

iPad: Integração da Apple Pencil com o aplicativo “Notas”

O aplicativo “Notas” no iOS 11 recebeu uma integração mais precisa com a Apple Pencil. Você pode começar uma nova nota instantaneamente mesmo se o iPad estiver bloqueado, apenas tocando no “lápis” presente na tela de bloqueio. As notas agora suportam o desenho em linha.

Se você preferir escrever com com a caneta em vez de digitar, o aplicativo incluiu recursos básicos de reconhecimento de caligrafia. Além disso, está presente um novo scanner de documentos (para digitalizar documentos físicos) e suporte para tabelas. Você também pode fixar notas importantes no topo da lista.

Não para por aí

Há muito mais do iOS 11 além dos principais recursos que listamos acima. Aqui vai alguns deles:

  • Nova imagem de pré-visualização e edição para redirecionar, anotar e compartilhar “screenshots” rapidamente.
  • Suporte para novos acessórios HomeKit como !sprinklers” e “auto-falantes”.
  • Veja o que os amigos estão ouvindo com listas compartilhadas no Apple Music.
  • Configuração rápida de novos dispositivos iOS usando uma configuração automática.
  • Em situações de emergência, use o recurso “SOS” para ligar para serviços de emergência e alertar contatos pré-selecionados.
  • Os AirPods possuem ações independentes para o gesto de toque duplo em cada fone de ouvido.
  • Nos EUA, o Apple Pay apoiará em breve os pagamentos “peer-to-peer”, ou seja, será possível enviar dinheiro para amigos dentro do aplicativo de mensagens.
  • Possibilidade de verificar se o seu avião está atrasado digitando o número do voo no Spotlight.
  • Capture uma “Live Photo” em uma chamada de vídeo no FaceTime.
  • O “Smart Invert Colors” oferece um modo mais inteligente para usuários com problemas de visão para interagir com o conteúdo branco do sistema.
  • Compartilhe facilmente seu WiFi com os amigos.

Conclusão

Após várias compilações beta, finalmente podemos desfrutar da versão final do iOS 11. O update trouxe grandes recursos á base de usuários do sistema móvel da Apple, mas principalmente aos adeptos do iPad. Definitivamente, as maiores novidades deste ano foram reservados ao tablet da maça, porém o iPhone não ficou de fora, pelo contrário, mudanças como o Centro de Controle redesenhado e a nova App Store também chegaram ao dispositivo, além de outras novidades. Sendo assim, a nova versão do iOS representa um salto importante para todos os usuários do sistema.

Vale lembrar que o iOS 11 roda em arquitetura 64 bits. Isso significa que aplicativos e jogos de 32 bits não funcionarão após a atualização. Em resumo, o novo sistema móvel da Apple é uma ótima atualização para o iPhone e um “divisor de águas” fantástico para o iPad, com muitos novos recursos para aumentar a produtividade do dispositivo, tornando-o um forte substituto do computador tradicional.

Fonte: 9To5Mac

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here