Netflix tem o pior dia na Bolsa dos últimos 2 anos devido à falta de novas subscrições

passatempo

A Netflix parece estar a passar por tempos difíceis. A empresa americana teve o pior dia da bolsa em dois anos na terça-feira e desceu o valor quase cerca de 14% na sequência do anúncio de uma quebra nas novas subscrições.

Esta quebra surge num trimestre marcado pela falta de nova série de grande nome na programação do serviço e também pela concorrência do mundial de selecções de futebol.

Um mercado instável e com muitos altos e baixos

Justin Patterson, um analista na firma Raymond James and Associates, refere que esta tendência reflecte a própria instabilidade desta área de mercado. “Este trimestre relembra-nos que a cadência de ganhas da Netflix não é linear, mas irregular por natureza.” Apontou o dedo sobretudo à falta de uma nova série sonante. “A empresa teve muitos novos conteúdos durante este trimestre; o que não teve foi uma nova série que se destacasse.”

A história recente da Netflix vinha a ser maioritariamente de sucesso

Graças aos sucessos de diversas séries como a “13 Reasons Why”, “House of Cards” e “Orange is the New Black”, a Netflix tinha conseguido superar as previsões para novas subscrições em sete dos últimos dez trimestres. O valor da empresa duplicou ao longo do último ano, chegando perto dos $200 biliões de dólares quando os mercados fecharam na segunda-feira.

Continua a ser uma empresa com futuro

No entanto, muitos analistas foram muito mais optimistas nas suas previsões. Michael Olson, analista da PiperJaffray, considerou que a Netflix continuará a ser alguns maus trimestres, mas que o potencial de crescimento da empresa continua a ser inegável. “O potencial de longo prazo é demasiado grande para nós sugerirmos outra coisa que não seja comprar (as acções da empresa)”.

Este analista considera que este trimestre foi especialmente mau para a Netflix também pela presença do mundial de selecções, o que poderá ter conduzido muitos subscritores a congelar as subscrições durante um mês para aderir a serviços que transmitissem os jogos.

Fonte: Reuters

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here