Nasa está a perseguir um mini-asteroide

Lançado no voo de teste sem tripulação Artemis I, o Near-Earth Asteroid Scout da NASA, um pequeno CubeSat do tamanho de uma caixa de sapatos que se destina a explorar asteroides próximos da Terra, perseguirá o que se tornará o menor asteroide, com menos de 18 metros já visitado por humanos.

De acordo com a NASA em comunicado citado pela CNet, a sonda  “vai chegar lá através de uma vela solar desfraldada para apanhar a radiação solar para propulsão, tornando-se a primeira missão desta agência ao espaço profundo deste género”.

Os asteroides com menos de 100 metros de diâmetro nunca foram explorados de perto antes. A sonda utilizará a sua câmara para ter uma visão mais próxima, medindo o tamanho, a forma, a rotação e as propriedades da superfície do objeto enquanto procura por poeira e detritos.

Como a câmara tem uma resolução de menos de 4 polegadas (10 centímetros) por pixel, a equipa científica da missão poderá determinar se o asteroide 2020 GE é sólido ou se é composto por rochas menores e poeira aglomerada como alguns outros asteroides maiores, de que é exemplo o asteroide Bennu .

“Graças às descobertas de NEAs por observatórios terrestres, vários alvos foram identificados para o NEA Scout, todos dentro do tamanho de 16 a 100 pés [5 a 30 metros]”, disse Julie Castillo-Rogez , o principal investigador científico da missão no Jet Propulsion Laboratory da NASA no sul da Califórnia. O “2020 GE representa uma classe de asteroide sobre a qual atualmente sabemos muito pouco.”

Apesar da sonda ser do tamanho de uma caixa de sapatos, quando as velas se abrem fica do tamanho de um campo de ténis.

Artemis I tem o seu lançamento previsto entre março e abril e o NEA Scout deve chegar ao seu destino no final de 2023. O objetivo desta missão é servir como teste para futuras ações humanas no espaço.

Fonte: NASA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui