Nasa anuncia que asteróide aproxima-se da Terra

Red Magic 3S

A informação foi dada a conhecer pela NASA e é já na próxima semana, mais concretamente no dia 10, que o asteróide considerado “potencialmente perigoso” se irá aproximar do nosso planeta.

O asteróide é conhecido pela NASA desde outubro do ano passado. Quando faltarem uns minutos para a meia noite do dia 10, o Asteróide 2019 UO, como foi apelidado, passará próximo da Terra e apesar dos astronautas e cientistas terem concluído que o asteróide não terá uma trajetória de impacto com o planeta Terra, devido ao seu tamanho e proximidade foi considerado como “potencialmente perigoso”. Esta conclusão advém do tamanho, órbita e velocidade que permitem prever se os asteróides podem ser uma ameaça ou não. A partir de 150 metros são já considerados “potencialmente perigosos”.

O Asteróide 2019 UO tem um diâmetro superior a 550 metros que seria suficiente para em caso de colisão com o nosso planeta causar destruição numa cidade. É, portanto, comparável em altura à Torre Ostankino em Moscovo e quanto ao outro extremo pode ser comparado com a Pote Golde Gate, em São Francisco, os EUA.

No caso de um asteróide ser uma ameaça real é possível desviá-lo da Terra de forma a garantir a segurança. Portanto, aquilo que parece ser mais preocupante são os efeitos gravitacionais de outros corpos celestes poderem de alguma forma empurrar os asteróides e fazerem consequentemente que a sua trajetória se aproxime mais da Terra. Ou seja, são sempre uma preocupação para a NASA e outras agências espaciais até ao momento da passagem. Existem habitualmente milhares de corpos ou objetos próximos da Terra permanentemente. Só asteróides são quase mil os que a Agência Espacial Europeia considera como representativos de algum risco para o nosso planeta.

Calcula-se que o Asteróide 2019 UO circule a uma velocidade de cerca de 9.40km por segundo, ou seja, 33.840km/h e poderá rondar de novo a Terra em 2032.

Fonte: Inquisitr

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here