Não é só em Portugal: Preços da Amazon vão aumentar em toda a Europa

Numa altura onde tudo está cada vez mais a aumentar a Amazon não quiz ficar para trás e está a aumentar o preço da sua assinatura Prime em toda a Europa a partir de setembro, este aumento deve chegar até 43%, não sendo apenas em Portugal e Espanha que anunicaram aumento.

Num e-mail enviado para os clientes durante a noite, a Amazon revelou que o seu custo anual do Prime irá aumentar 20% no Reino Unido, de £ 79 para £95 já a partir de 15 de setembro. Na França, o aumento de preços é ainda mais acentuado, passando de € 49 para € 69,90 o que representa um aumento de 43%.

A Amazon pretende também aumentar os preços em Espanha e em Itália com os aumentos a rondar os 39%, com o segundo maior mercado da empresa, a Alemanha irá ver um aumento anual de 30%. Os aumentos do preço do Prime da Amazon na Europa ocorrem apenas alguns meses depois do preço do Prime nos EUA ter subido para US$ 139, acima da taxa anual anterior de US$ 119. O Amazon Prime normalmente inclui o envio rápido, acesso a vendas e streaming gratuito de filmes / TV na maioria dos seus mercados.

A Amazon também está a aumentar o custo mensal do Prime nos mercados europeus de € 1 por mês. As taxas mensais não incluem o desconto aplicado às assinaturas anuais, e fica claro por estes aumentos da Amazon que a maioria das famílias assina anualmente. Estes são os aumentos anuais de preços do Amazon Prime em toda a Europa:

  • Reino Unido – £ 79 a £ 95, aumento de 20%
  • França – 49€ a 69,90€ um aumento de 43%
  • Alemanha – 69€ a 89,90€ um aumento de 30%
  • Itália – 36€ a  49,90€ um aumento de 39%
  • Espanha e Portugal – 36€ a 49,90€ um aumento de 39%

Este também é o primeiro aumento do Amazon Prime no Reino Unido, o terceiro maior mercado da Amazon atrás dos EUA, desde 2014. A Amazon é extremamente popular no Reino Unido, e a empresa de pesquisa de mercado Kantar diz que mais de 50% dos lares têm uma assinatura do Amazon Prime.

A Reuters relata que a Amazon atribui os aumentos de preços ao “aumento da inflação e dos custos operacionais”. O anúncio da mudança de preço ocorre poucos dias antes da Amazon divulgar os seus resultados de ganhos do segundo trimestre. A Amazon registou a sua primeira perda trimestral em sete anos no último trimestre, com a empresa a deixar a culpa nos custos crescentes de combustível, transporte e armazenamento em armazém.

Fonte: Reuters

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui