Na disputa por seu tempo: Netflix vs. Fortnite

A Netflix apesar de esbanjar resultados positivos do último ano cuja receita já atinge US $ 16 bilhões e mais 139 milhões de assinantes, afirma em sua carta para os fornecedores que ainda almeja conquistar mais espaços nas telas tanto da TV como dos smartphones e que necessita se preocupar mais com concorrentes dos games.

“Nos Estados Unidos, nós possuímos aproximadamente 10% do tempo de televisão, e menos do que isso nas telas mobile. Nós conquistamos tempo de tela dos consumidores, tanto na TV quanto no mobile, de uma grande variedade de competidores”, afirma a carta.

“Nós competimos (e perdemos) mais com Fortnite do que com a HBO”, finaliza o documento.

Dessa forma, o desafio para os serviços de stream está aberta: fazer a experiência do usuário na plataforma se tornar mais atrativa. Considerando que os jogos e vídeo games ainda ocupam bastante “espaço em tela” por causa dessas experiências que são apresentadas durante seus jogos.

A Netflix deixou claro que o “tempo de tela do consumidor” é sua métrica mais valiosa, e que a Fortnite – apenas uma das infinitas opções para o público conectado – oferece a mais complicada competição.

A plataforma deve se voltar a desenvolver filmes que possuam características mais interativas como o filme Black Mirror: Bandersnatch e conquistar mais público para suas séries originais.

Enquanto isso Fortnite lança novas temporadas e coleciona mais de 200 milhões de jogadores, lembrando que em 2018 foi responsável por impulsionar uma tendência para os jogos multi-plataforma capazes de atingir os consumidores onde quer que eles estejam, similar a Netflix.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here