MWC cancelado é pesadelo para algumas empresas!

Red Magic 6S

O cancelamento da conferência de tecnologia em Barcelona deixou o fundador de uma empresa start-up a fazer contas o que irá perder. Este fundador chama-se Vittorio Di Mauro e afirma que esta situação é um pesadelo.

Muitas grandes empresas já tinham cancelado a sua presença no evento. A organização chegou à conclusão que seria impossível para o evento decorrer de uma forma produtiva, apesar de ser uma decisão difícil de tomar.

Di Mauro, o fundador de Connectlab (faz equipamentos que se ligam à internet), afirma que a empresa gastou cerca de 50000 euros na conferência. Esta quantidade de dinheiro para uma start-up é considerado muito dinheiro mas mesmo assim a perca maior são os contactos com os clientes que iriam ocorrer no evento e que foram, assim, perdidos.

A empresa já se encontra a lidar com problemas relacionados com vírus pois os produtos dos seus equipamentos são em Shenzhen. Portanto o cancelamento do evento é mais uma facada nas contas da empresa.

A empresa vê-se a cair num pesadelo, não conseguem ver um rumo a seguir e, neste momento, estão a temer pelo seu futuro.

Quando a empresa tomou conhecimento que o MWC tinha sido cancelado, desencadeou o processo de entrar em contactos com clientes pela Europa a pedir reuniões (numa tentativa de fazer contacto com os clientes e não perder muito do dinheiro investido). No entanto, esta situação implica outras despesas, nomeadamente em deslocações e alojamentos.

A verdade é que algumas das reuniões que iriam ocorrer no MWC eram combinadas, mas outras eram fruto do acaso, e essas não há modo de as recuperar. No entanto, o fundador tem esperança de para o ano (se conseguir) estar presente no evento.

Talvez para grandes empresas o cancelamento do evento não seja um grande rombo, mas a verdade é que para pequenas empresas pode significar a perca de trabalho de um ano.

Fonte:  BBC

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here