Montadoras chinesas de automóveis unem-se para plataforma ride-sharing

As principais motadores chinesas de automóveis uniram-se para criarem uma plataforma ride-sharing (partilha de boleia, numa tradução crua).

Empresas como a Chinese firms FAW Group, a Dongfeng Automobile e a Chongqing Changan Automobile estabeleceram uma venture (negócio que pode constituir risco), no sentido de criar uma plataforma de partilha de automóveis para transporte de passageiros, atual sistema usado pela Uber e Cabify.

DiDi, a aplicação chinesa de partilha automóvel

Características da plataforma

“As três principais construtoras automóveis uniram forças para entrar no setor das viagens partilhadas, constituindo uma oportunidade para transformar as tradicionais empresas  de automóveis [em algo maior] […]”, afirma a Changan na sua conta da rede social Wechat.

Não são apenas os fabricantes ocidentais que saltam de cabeça para os serviços de transporte de passageiros. A construtora Volvo é um exemplo disso, com a sua aposta na criação de uma aplicação de partilha de serviços de transporte de passageiros.

A nova plataforma chinesa, chamada de T3 Mobile Travel Services (em português, Serviços Móveis de Viagem T3), introduziria parceiros de outras indústrias com o intuíto de apoiar o serviço e aproveitar o desenvolvimento de carros autónomos com vista a oferecer serviços de viagem mais seguros e eficientes aos seus clientes.

In-play da aplicação de partilha automóvel, DiDi

Serviços de mobilidade sustentável

Atualmente, a Uber é o serviço de transporte particular de passageiros que mais se assemelha a este novo serviço chinês e o mais procurado a nível mundial.

Rivalidade entre Uber e DiDi

O “ride-sharing” tem bastantes semelhanças com o “car-sharing”. A opção “ride-sharing” apresenta semelhanças com os atuais transporte públicos, só que de uma maneira mais restrita a um determinado número de pessoas. Uma viagem de “ride-sharing” é previamente definida e decorre sem alterações de tal modo que, diversas pessoas se podem juntar à viagem. A opção “car-sharing” trata-se de um modelo mais restrito em que o automóvel poderá ser usado por um cliente privado durante a viagem.

Após a viagem, o carro muda para outro cliente que o poderá usar como bem entender. O Uber apresenta semelhanças de ambos, mas o “car-sharing” é que se assemelha mais, pois é um modelo privado e com viagens variáveis, contudo, com condutor (na atualidade).

Fonte Reuters

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here