Modo anônimo, não tão anônimo assim…

20 de Fevereiro de 2019
7 Partilhas 134 Visualizações

Isso pode parecer uma notícia falsa. Mas o Modo de navegação anônima do navegador Google Chrome não é tão privado quanto alguns usuários da web acreditam. A realidade é muito diferente disso, é muito fácil para os desenvolvedores descobrirem se você está usando o Google Chrome no modo anônimo e impedindo o acesso ao conteúdo.

Por exemplo, sites paywalled como o The Boston Globe e o MIT Technology. Estes sites, usaram recentemente, táticas para impedir aqueles que não desejam ser alvo de seus anunciantes. Isso mesmo, eles conseguiram driblar o modo anônimo do seu navegador.

O Google sabe sobre esse recurso há anos, mas até agora ele não tinha tomados medidas para fechar algumas lacunas no recurso. Agora, finalmente a empresa está tentando fechar essas lacunas, a julgar por um novo relatório do 9to5Google.

O problema está na API FileSystem no navegador Chrome. Segundo o site, se o Modo de navegação anônima estiver habilitado, essa API será desativada automaticamente. Isso acaba deixando um sinal revelador para os desenvolvedores da Web. E é esse sinal que eles podem utilizar para driblar o Google.

As medidas da Google

Temos uma série de confirmações do projeto Chromium sobre medidas tomadas pelo Google. As quais sugerem que o Google Chrome criará, em breve, um sistema de arquivos virtual.

Para isso, a empresa estará usando a RAM, que será excluída quando o usuário sair do modo de navegação anônima. Isso terá a vantagem adicional de interromper esses métodos muito fáceis de detectar se os usuários do Chrome estão no modo de navegação privada.

Um documento interno sugere que, quando essa solução estiver em vigor, o Google poderá se livrar completamente da API. Dê uma olhada no trecho onde cita esta informação:

Como não há adoção da API FileSystem por outros fornecedores de navegadores, ela parece ser usada apenas por sites para detectar o modo de navegação anônima. Ao tornar isso mais difícil, esperamos que o uso geral da API seja reduzido ao ponto de podermos descontinuá-la e removê-la.

Mas temos que esperar até a conclusão de todas as medidas. Pois, a única maneira do recurso API ficar por perto é se o Google determinar que há mais usos para ele. Infelizmente, estamos apenas no Chrome 72 agora, e as medidas estarão disponíveis em uma versão estável no momento em que o Chrome 76 chegar.

fonte

Artigos interessantes

Samsung Galaxy M20 já está à venda em Portugal
Samsung
23 Visualizações
Samsung
23 Visualizações

Samsung Galaxy M20 já está à venda em Portugal

Bruno Peralta - 20 de Março de 2019

A Samsung anuncia que há um novo modelo que chega a Portugal, o Galaxy M20, que foi anunciado em janeiro,…

A ZTE e a sua original câmara de selfies
Tecnologia
34 Visualizações
Tecnologia
34 Visualizações

A ZTE e a sua original câmara de selfies

Sandra Pacheco - 20 de Março de 2019

Numa altura em que de um dia para o outro surgem novidades a respeito de tecnologias, os fabricantes de grandes…

Microsoft lança extensão do Windows defender para Chrome e Firefox
Computadores
37 Visualizações
Computadores
37 Visualizações

Microsoft lança extensão do Windows defender para Chrome e Firefox

José Nilson - 20 de Março de 2019

20A Microsoft está desesperadamente tentando deixar seu Internet Explorer de lado e promover exclusivamente o Microsoft Edge para seus usuários.…

Comente

O seu email não será publico