MIT desenvolve carro autónomo que consegue navegar estradas rurais

Os veículos autónomos conseguem conduzir-se sem a acção de um humano devido a marcas visíveis na estrada, mapas detalhados em 3D e GPS. É devido à necessidade destas indicações que as empresas têm escolhido testar e utilizar os seus carros autónomos em cidades e subúrbios.

Porém, investigadores do Laboratório de Ciências Computacionais e Inteligência Artificial da MIT desenvolveram um novo sistema que permite a carros autónomos conduzir em estradas em que nunca estiveram e sem mapas 3D. Este sistema é especialmente útil para estradas rurais e combina data simples do de GPS, informação do Google Maps e uma série de sensores para observar as condições da estrada.

Este sistema foi testado em estradas de terra batida em Devens, Massachusetts, e conseguiu antecipar com eficiência a estrada até 30 metros antes.

Colaboração com a Toyota

Estes testes foram feitos em colaboração com a Toyota Research Institute. Foi utilizada a tecnologia Toyota Prius com sensores LIDAR e IMU para detectar o estado da estrada e adaptar a condução do automóvel.

Como é que este sistema dispensa a utilização de mapas 3D?

Num artigo de explicação para o público leigo, os investigadores da MIT indicam como esta tecnologia dispensa a utilização de mapas 3D: “O MapLite utiliza sensores para todos os aspectos de navegação, precisando apenas de data do GPS para obter uma estimação da localização do carro. O sistema cria um destino final e aquilo a que os investigadores chamam “um objectivo de navegação local”, que deve se encontrar dentro da visão do carro. Os sensores de percepção geram depois um caminho para chegar até esse ponto, usando LIDAR para estimar a localização das bordas da estrada. O MapLite pode fazer isto sem a indicação de marcas físicas na estrada fazendo suposições básicas sobre o estado da estrada e a área à volta”.

A tecnologia já foi apresentada publicamente e tem potencial de utilização comercial

A tecnologia foi apresentada na Conferência Internacional de Robótica e Automação em Brisbane, Austrália. Mostra potencial comercial na medida em que demonstra que existe a possibilidade de estender os carros autónomos para os habitantes de zonas rurais.

Fonte: The Verge

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here