Milhares confirmaram presença na vigília

O Facebook foi mais uma vez berço para a reunião de portugueses. Depois da grande manifestação do último sábado, foi combinada, através da rede social, uma vigília  junto ao Palácio de Belém, em Lisboa, durante a reunião do Conselho de Estado. Milhares já confirmaram a presença na concentração.

Enquanto o Presidente da República pede respostas e explicações sobre as medidas de austeridade e a atual situação portuguesa – que vai mais além de uma mera crise económica, social e política – milhares de portugueses vão unir-se em redor do Palácio de Belém. A concentração alastra-se por Portugal, em mais quinze cidades e tem a mão do movimento “Que se lixe a troika! Queremos as nossas vidas”.

A população encontra-se por volta das 17:30, junto à fonte luminosa, na Praça do Império, seguindo até à praça Afonso de Albuquerque, em frente ao palácio presidencial.

“Não queremos apenas mudanças de nomes, queremos mudanças de facto. A 21 de setembro iremos concentrar-nos junto ao Palácio de Belém para demonstrar que 15 de setembro não foi uma mera catarse coletiva, mas um desejo extraordinário de mudança de rumo”, pode-se ler na convocatória na rede social.

A vigília, que se espera pacífica, tem como objetivo “pressionar” para “inverter esta política” e conseguir a “alteração deste tipo de posições e de políticas da ‘troika'” e a “desautorização” do Governo e da sua política de austeridade. De qualquer modo, estarão presentes forças policiais de forma a evitar estragos maiores.

A concentração contará ainda com a presença da comissão de trabalhadores da RTP e da Plataforma 15 de Outubro e serão cantados temas de ordem como a “canção heróica” de José Gomes Ferreira e Fernando Lopes-Graça “Acordai!”

Cavaco Silva convocou um Conselho de Estado – o terceiro em dois mandatos – para analisar a crise da Zona Euro e a situação nacional, marcada  pela contestação à Taxa Social Única e pelo clima de instabilidade na coligação  governativa.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here