Microsoft: Próxima versão do Windows apresentado no dia 24 de junho

Após ter dado pistas sobre a próxima geração do Windows, durante o decorrer do evento Build, na semana passa, Microsoft anunciou que vai apresentar oficialmente a nova versão do seu sistema operativo no dia 24 junho. A empresa começou a enviar convites para a imprensa, e foi revelado que o CEO Satya Nadella e o diretor de produtos Panos Panay serão os headliners do evento.

À margem do Build, Nadella disse que nos últimos meses se vem testando o novo sistema operativo. Acrescentou ainda: “Vamos proporcionar mais oportunidades para todos os desenvolvedores do Windows e daremos as boas-vindas as todos os criadores que procuram a plataforma mais inovadora, nova e aberta para construir, distribuir e monetizar aplicativos.” Isso provavelmente se refere aos rumores de uma atualização do Windows Store, que pretende tornar mais fácil para os desenvolvedores distribuir os seus aplicativos aos consumidores.

O anúncio acontece na sequência da notícia de que a Microsoft cancelou o desenvolvimento do Windows 10X, uma variante do sistema operativo que inicialmente era destinada aos dispositivos de ecrã duplo. Ora, no ano passado, a empresa mudou o foco do 10X para os dispositivos de ecrã único para criar potencialmente um concorrente mais forte para o Chrome OS. Agora, a Microsoft tenciona resgatar alguns recursos 10X para o Windows 10.

blank

Afora pergunta-se: que novidade pode trazer a Microsoft depois do Windows 10? Quando foi lançado em 2015, constatou-se de que se tratava de uma ótima combinação dos melhores recursos do Windows 7 e 8. Ele tinha a área de trabalho limpa do primeiro, com touchscreen smarts adicional do último (felizmente, o menu iniciar também voltou). O Windows 10 também foi o primeiro grande sinal de como a Microsoft era diferente sob os comandos de Nadedlla, que assumiu o cargo de CEO de Steve Ballmer em 2014.

Particularmente, ele anunciou que o Windows 10 seria gratuito por um período de um ano (e por mais tempo ainda para alguns usuários), uma grande reviravolta na estratégia anterior da Microsoft de cobrar por cada novo lançamento. Ao fazer isso, Nadella encorajou os usuários a migrar do Windows 7 e 8, tornando o Windows 10 uma plataforma mais viável para desenvolvedores que desejam criar aplicativos modernos.

Espera-se que a Microsoft colocaria muitos dos recursos de ecrã duplo do Windows 10X no seu próximo sistema operativo. Ainda não se tem visto muitos PC’s de ecrã duplo, além dos desajeitados Yoga Books da Lenovo, por isso, a Microsoft dispõe de todos os argumentos para incentivar mais fabricantes de PC’s a seguir esse caminho. A empresa também precisa trabalhar no suporte do Windows para dispositivos ARM, já que o seu atual sistema operativo retém o hardware principal, como o Surface Pro.

Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here