Microsoft pode estar a preparar o Windows 12 para 2024

A Microsoft está a mudar a forma como lança as versões principais do Windows novamente, e isso pode significar que podemos ver uma versão do Windows 12 em 2024. O Windows Central relata que a Microsoft está a voltar para um ciclo de lançamento de três em três anos para o Windows, o que significa que a próxima versão principal do Windows está previsto para 2024.

A Microsoft originalmente afastou-se do seu ciclo de três anos com o lançamento do Windows 10 em 2015, priorizando a ideia do Windows como serviço. Em vez de um grande lançamento de recursos a cada três anos numa nova versão do Windows, o Windows 10 foi atualizado duas vezes por ano com grandes novos recursos. Durante anos, muitos observadores do Windows pensaram que o Windows 10 seria o último grande lançamento do Windows, depois de um funcionário da Microsoft ter descrito o Windows 10 como “ a última versão do Windows ”.

A Microsoft nunca descartou esses comentários e, em vez disso, disse na época que eles “refletiam a maneira como o Windows seria entregue como um serviço, trazendo assim inovações e atualizações de maneira contínua”. Tudo isso mudou com o lançamento do Windows 11 no ano passado.

Dada a mudança da Microsoft para Windows 11, é de esperar que qualquer futura versão principal do Windows também veja uma mudança na marca. Ainda não vimos a Microsoft adotar o Windows 11.1 ou 11.2 com as suas principais atualizações do Windows 11 até agora, então muitos poderão se estar a perguntar se o Windows 12 está a caminho.

A Microsoft supostamente descartou os planos para uma grande atualização anual 23H2 semelhante em 2023 e agora irá priorizar o lançamento de novos recursos ao longo de 2023. Isto alinha-se mais com as recentes mudanças da Microsoft no seu programa Windows Insider, com mais experiencias e recursos de protótipo sendo amplamente testados.

A Microsoft ainda não comentou oficialmente sobre estes seus planos para o Windows. A empresa colocou um esforço renovado no Windows nos últimos dois anos, depois da pandemia impulsionar o uso do Windows.

Fonte: Windowscentral

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui