Microsoft anuncia que atualizações do Windows 10 serão menores

23 de Agosto de 2018
2 Partilhas 191 Visualizações
Passatempo Phone House

O Windows 10 costuma receber atualizações com bastante frequência, e muitos usuários se queixam dessa estratégia da Microsoft em liberar constantes updates. Afinal, certamente você já ligou o computador e recebeu o aviso de que precisaria atualizar para uma nova versão, com o sistema sempre alertando sobre a necessidade de realizar o procedimento.

Porém, a gigante de Redmond anunciou que está trabalhando para diminuir as atualizações, possivelmente na versão Redstone 5. Atualmente, a Microsoft trabalha com pacotes cumulativos e frequentes de atualizações de segurança, deixando de lado a estratégia de liberar pacotes de atualizações mensais – o que deve mudar em breve.

A empresa detalhou como funcionam e quais são os tipos de atualizações que o Windows 10 recebe. Os pacotes conhecidas como delta, serão encerrados pela Microsoft em todas as versões do Windows 10 em 12 de fevereiro de 2019. O comunicado diz:

“Para versões com nível baixo de suporte ao Windows 10, a Microsoft continuará a fornecer atualizações expressas, além de uma atualização completa (também chamada de latest cumulative update ou LCU [atualização mais recente cumulativa em tradução livre]) a cada mês. Começando com a próxima principal versão do Windows 10 e do Windows Server; no entanto, haverá apenas um tipo de atualização de qualidade — e ela será menor em tamanho, redistribuível e mais simples de gerenciar. Essa nova abordagem de atualização única oferece benefícios em relação aos três tipos de atualização existentes (completo, delta e expresso):

As organizações que recebem atualizações completas do WSUS (Windows Server Update Services) ou do catálogo Microsoft Update economizam banda larga da rede graças ao pequeno tamanho da atualização.

As organizações que usam atualizações delta para gerenciar o tamanho das atualizações de qualidade não precisarão mais monitorar o status e o histórico de atualizações de seus dispositivos para determinar quais deles são qualificados para [receber] atualizações delta.

Como esse novo pacote de atualização de qualidade será redistribuível, as organizações que utilizam atualizações expressas via WSUS, ou System Center Configuration Manager (SCCM), ou [ainda] uma solução de gerenciamento de terceiros que suporta atualizações expressas; sentirão enormes economias em rede de banda larga e tamanho de cache em seus pontos de distribuição ou servidores atualizados. Além disso, os dispositivos com a próxima versão principal do Windows 10 serão 40% mais eficientes enquanto são atualizados, já que não haverá bastidores no processamento dos diferenciais ideais necessários para baixar atualizações expressas”.

Portanto, a Microsoft pretende oferecer aos usuários do Windows 10 uma redução de até 40% no tamanho da atualização se compararmos com as atualizações expressas.

Fonte: MSPowerUser

Artigos interessantes

Lenovo diz que Z5s terá câmeras melhores que as do Xiaomi Mi 8
Lenovo
19 Visualizações
Lenovo
19 Visualizações

Lenovo diz que Z5s terá câmeras melhores que as do Xiaomi Mi 8

Wagner Pedro - 14 de Dezembro de 2018

Em 18 de dezembro, a Lenovo pretende oficializar o Z5s, seu primeiro smartphone com câmera frontal na tela e câmeras…

O Artefato da Valve, está perdendo seus jogadores
Jogos / Consolas
17 Visualizações
Jogos / Consolas
17 Visualizações

O Artefato da Valve, está perdendo seus jogadores

José Nilson - 14 de Dezembro de 2018

O jogo CCG / estratégia da Valve, Artifact, viu um declínio acentuado no número de jogadores concorrentes. Isso aconteceu nas…

Samsung pode lançar novo tablet na MWC 2019
Samsung
26 Visualizações
Samsung
26 Visualizações

Samsung pode lançar novo tablet na MWC 2019

Wagner Pedro - 14 de Dezembro de 2018

Nos próximos meses, a Samsung deve lançar vários dispositivos interessantes, como o tão aguardado Galaxy S10, por exemplo. No entanto,…

Comente

O seu email não será publico