Metaverso poderá possibilitar aos utilizadores experienciar a sensação de dor

O Metaverso demonstra-se cada vez mais dedicado a oferecer aos seus utilizadores uma realidade virtual  análoga ao mundo real. Desta vez, o que está em causa é a possibilidade dos utilizadores virem a experienciar sensações físicas reais durante a sua participação na rede, nomeadamente a dor.

Este projeto chega-nos por parte de uma startup japonesa, que se encontra atualmente a trabalhar numa tecnologia que poderá vir a elevar o Metaverso a um nível inédito de realismo para um sistema de realidade virtual.

A H2L Technologies, empresa japonesa responsável por esta inovação, encontra-se a desenvolver uma pulseira que permitirá transferir algumas sensações do mundo real para o Metaverso. Ainda não há muitas informações sobre esta tecnologia, mas sabe-se que o objetivo será os utilizadores poderem movimentar-se pelo Metaverso e ir sentindo sensações semelhantes às que sentiriam no mundo real caso fossem expostos a circunstâncias semelhantes às que encontrarem nesta realidade virtual.

Dor, peso de objetos e beliscões estão entre as sensações que esta pulseira permitirá aos seus utilizadores experienciar, de modo a conferir às atividades levadas a cabo no Metaverso o maior nível de realismo possível.

Ainda que nada do género tenha ainda sido implementado no Metaverso esta ideia já havia sido pensada por Mark Zuckerberg, que pelo que consta também está a desenvolver uma tecnologia muito semelhante, mas neste caso, uma luva vibratória com a capacidade de permitir ao utilizador experienciar determinadas sensações enquanto navega pelo Metaverso.

Parece cada vez mais interesse em torno do desenvolvimento de tecnologias deste tipo para o Metaverso, pelo que, é possível que num futuro próximo comecemos a ver diversas soluções do género a serem lançadas para o mercado. No entanto, ainda não existe uma data oficial para o lançamento de qualquer um destes produtos, uma vez que ainda se encontram na fase de desenvolvimento.

Fonte: New York Post

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui