Meta só autoriza funcionários no escritórios com vacina de reforço à COVID-19

A Meta, empresa controladora do Facebook, está a exigir a vacina de reforço à COVID-19 aos seus funcionários para poderem voltar a  trabalhar nos seus respetivos escritórios, conforme foi relatado pelo The Wall Street Journal.

A empresa Meta já tinha dito que os funcionários do escritório tinham que estar vacinados contra a COVID-19 para voltarem ao escritório, mas partir do dia 28 de março, eles vão estar pendentes da vacina de reforço à Covid 19, informação confirmada pelo porta-voz da Meta, Tracy Clayton. A empresa tem vindo ao longo do tempo também a adiar a reabertura do seu escritório completamente, mas ao que tudo indica o regresso será no dia 28 de março.

Nem todos os funcionários da Meta terão que retornar ao escritório no dia 28 de março. Aqueles que querem voltar podem adiar o seu retorno por três a cinco meses, uma política que foi anunciada pela primeira vez em dezembro. A empresa também está a permitir que os funcionários solicitem trabalhar remotamente em tempo integral. Os funcionários terão agora até 14 de março para decidir se querem voltar ao escritório, adiar o seu retorno ou solicitar trabalho remoto em tempo integral, disse Clayton.

blank

As mudanças estão sendo anunciadas à medida que a contagem de casos do COVID-19 está aumentando nos EUA, forçando empresas e organizações a mudar seus planos para reuniões presenciais.

 

Os casos crescentes fizeram com que muitas empresas retirassem as suas presenças físicas da CES deste ano, e a própria conferência foi encerrada um dia antes. Na semana passada, tanto o Grammy Awards como o Sundance Film Festival anunciaram mudanças. O Grammy foi adiado em parte devido a preocupações com a variante omicron, enquanto o Sundance cancelou a programação presencial para o seu evento de 2022.

Outras grandes empresas de tecnologia também mudaram recentemente os seus planos de reabertura de escritórios. A Apple adiou indefinidamente o seu retorno ao trabalho em dezembro, adiando uma reabertura previamente definida para 1º de fevereiro. O Google planeava manter o trabalho no escritório voluntário até hoje, 10 de janeiro, mas a empresa adiou isso em dezembro, dizendo que iria esperar até 2022 para fazer mais planos de retorno aos escritórios.

A Microsoft desistiu de prever uma data de reabertura do escritório em setembro, e a Amazon anunciou em outubro que iria permitir que as equipas individuais decidissem quando retornariam aos escritórios.

Fonte: Wsj

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here