Messenger permite partilha de fotos a 360º e vídeos em HD

facebook messenger
facebook messenger

É quase se senso comum a noção da crescente importância que têm ganho as aplicações de troca de mensagens, com WhatsApp e Telegram à cabeça. Mas há mais. Pela versatilidade e pela ligação umbilical ao Facebook, o Messenger tem, igualmente, ganho preponderância enquanto ferramenta para a troca de mensagens. E a pensar exactamente nesse fenómeno, os seus responsáveis não descuram o desenvolvimento de ferramentas complementares. Nesse sentido, o Facebook revela agora uma actualização que permite a melhoria da qualidade dos ficheiros trocados com os seus contactos.

A partir de agora, os utilizadores de todo o mundo poderão enviar fotos em 360 graus dentro das conversas. A opção já estava disponível há algum tempo no feed do Facebook. Com ela, é possível mover o telefone ou deslizar o dedo sobre o ecrã em dispositivos móveis para ver mais detalhes da imagem. Em computadores, basta clicar e arrastar o rato sobre a fotografia.

Segundo o portal Engadget, a aplicação também passou a permitir a partilha de vídeos em HD (720p) em alguns países – Portuga não está, para já, entre os predestinados nesta primeira leva. Para melhorar a identificação, o Messenger exibirá marcadores que mostrarão que a foto é interativa ou que o vídeo tem uma resolução maior.

O que chama a atenção é o facto de a própria câmara do Messenger não ser capaz de capturar fotos em 360 graus ou vídeos em alta definição. Nesse sentido, os utilizadores necessitam de partilhar as fotos criadas com a aplicação nativa do smartphone ou eventualmente outras que façam o mesmo efeito. No caso dos vídeos em HD, também é possível enviar o material de outra conversa ou do feed do Facebook.

Esta novidade vem assim juntar-se a outros recursos disponibilizados em alguns países, como o envio de fotos em 4K, de músicas do Spotify e do Apple Music, e de quantias em dinheiro para amigos. Apesar das novas funcionalidades, o Facebook entende que a imagem gráfica do Messenger ficou “um pouco exagerada”. Em janeiro, David Marcus, vice-presidente de produtos de mensagens da empresa, admitiu que a aplicação ficou pesada demais e prometeu simplificar o serviço ao longo deste ano.

Este é mais um recurso que permite que aos utilizadores “fidelizar” os seus amigos àquela aplicação enquanto privilegiada para a troca de mensagens. Recorde-se que já este ano, o Facebook anunciou a possibilidade de o Messenger incluir um sticker de localização para que os utilizadores indiquem o local em que uma foto foi produzida. O recurso é encarado como uma forma de manter os contatos informados sobre as suas viagens e momentos em locais especiais. Disponível para iPhone (iOS) e smartphones com Android, o recurso funciona de forma semelhante ao Stories do Instagram e ao chat do WhatsApp, recolhendo informações com base no GPS do aparelho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here