Mergulhador tailandês acusado por Elon Musk de ser “pedófilo” processa o empresário americano

passatempo

As polémicas à volta dos comentários públicos de Elon Musk continuam a dar que falar. Numa série de tweets em Julho, o CEO da Tesla e fundador do SpaceX referiu que um dos mergulhadores envolvidos no resgate da equipa de futebol de jovens tailandeses presos numa gruta era um “pedófilo”. Não apresentou qualquer prova ou motivo para este comentário.

Agora, Vernon Unsworth, o mergulhador em questão, decidiu tomar acção contra Elon Musk e colocou-o em tribunal. A queixa foi colocada num tribunal na Califórnia. Neste processo, Unsworth queixa-se de “difamação”.

Como é que surgiu esta polémica?

A polémica começou com um comentário do mergulhador Unsworth. O mergulhador afirmou publicamente que Musk apresentou planos para o resgate que “não tinham absolutamente nenhuma hipótese de funcionar”. Em questão estava um minissubmarino que Musk afirmou que estaria a desenvolver para salvar as crianças na cave.

A reacção de Elon Musk a estes comentários foram bastante agressivos. Sem qualquer suporte para a acusação, Elon Musk acusou o mergulhador em questão de ser um “gajo pedófilo” (pedo guy).

Elon Musk acabou por insistir neste assunto no final de Agosto. Quando o jornalista de tecnologia Drew Olanoff trouxe o assunto para a entrevista, Musk acabou por “reafirmar” a acusação ao questionar: “Não acha estranho que ele não me tenha processado?”

Agora, o processo em tribunal surgiu mesmo, em que Tesla é acusado de difamação.

Meses complicados para Elon Musk

Os últimos meses não têm sido fáceis para Elon Musk. A Tesla está a passar por momentos complicados. Elon Musk sugeriu um processo de privatização total, que não parece ter pernas para andar. Surgiram problemas com as vendas atempadas do Model 3. Diversos membros da Tesla abandonaram a empresa, como Dave Morton, Sarah O’Brien e Gaby Toledano.

Este processo é o último capítulo destes meses que Elon Musk com certeza quererá esquecer.

Fonte: Gizmodo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here