Mercedes avança com o plano de produzir o Classe S totalmente elétrico

A Mercedes-Benz planeia introduzir 10 modelos eletrificados na sua programação até 2022, e até criou a nova divisão EQ para ajudar a colocar esses novos veículos no mercado. Já se sabe que um deles será apelidado de EQ S, um sedan que tomará o seu lugar no topo da hierarquia de veículos do construtor automóvel.

De acordo com o site da Bloomberg, o novo EQ S, atualmente em desenvolvimento, deverá estar pronto a partir de 2020, e representará o ataque direto da empresa alemã ao Model S da Tesla. Acredita-se que o carro beneficiará de um sistema de baterias totalmente diferente do atualmente produzido pela Mercedes-Benz.

É fundamental que a Daimler cumpra os seus principais objetivos estratégicos,- desde a eliminação das emissões de carbono até ao aumento das operações digitais – para superar a crise desencadeado pelo surto de Covid-19, disse a diretora executiva Ola Kallenius. “Não estamos a tirar os olhos da bola”, acrescentou.

O best-seller de carros de luxo do mundo tem procurado acelerar os esforços de reestruturação na sequência da pandemia, que fechou fábricas e showrooms em todo o mundo. A principal unidade de automóveis da empresa Mercedes-Benz pretende tornar todas as suas fábricas neutras em CO2 até ao final de 2022, disse esta segunda-feira a diretora executiva Ola Kallenius num webcast.

O objetivo era anteriormente restrito à Europa. A Daimler AG que está a avançar com os planos para produzir uma versão totalmente elétrica do seu sedan mercedes classe S a partir do próximo ano, recua noutras áreas para resistir a uma queda da procura em toda a indústria.

A procura no maior mercado da marca, a China, começou a recuperar, enquanto as medidas de bloqueio na Europa e nos EUA estão a diminuir gradualmente. A crise representa “um grande desafio, mas passo a passo estamos a voltar aos trilhos”, disse Kallenius. A maioria das concessionárias em todo o mundo reabriram, e o tráfego do showroom na China está quase de volta aos níveis pré-crise, disse. “É um pouco cedo demais para fazer uma avaliação final”,” do impacto do vírus, disse ainda , “mas eu vejo razões para um otimismo cauteloso.”

A Mercedes-Benz tem procurado acelerar os esforços de reestruturação na sequência da pandemia, que fechou fábricas e salas de exposição em todo o mundo. sendo que para já, a Daimler AG está a avançar com planos para produzir uma versão totalmente elétrica do seu sedan mercedes classe S a partir do próximo ano.

Fonte: auto.hindustantimes

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here