Meo XLParty’12: «magia negra» na zona de entretenimento

Red Magic 6S

Passaram vinte e seis horas desde o início do maior evento de videojogos em Portugal. Com mais ou menos horas de sono, é sempre preciso dar uma volta pelo Pavilhão de Exposições de Braga para não se ficar colado à cadeira. A zona de entretenimento, destinada sobretudo às visitas, é também um bom escape para os participantes.

A estimativa era de 20 mil visitantes para os três dias do evento, mas segundo o «olhómetro» do Tecnologia, o número de visitantes no primeiro dia terá rondado apenas os três mil. A tarde de sábado ainda vai no adro e o fim de semana é o período ideal para conhecer as novidades em exposição no Braga Tech. Ricardo Perez, de 33 anos, é bracarense e veio ao XL Party pois a temática do evento faz parte do seu trabalho. Ricardo é técnico de informática e lamenta não ter tempo para voltar a repetir a experiência de participar em LAN’s, mas disse que o seu filho, apenas com seis anos, já tem o amor pelos videojogos como o pai, e se houver condições “claro que o deixo [ao filho] participar”.

Mas nem todos têm uma perspetiva tão positiva como a de Ricardo Perez. Miguel Magalhães, economista de 46 anos, mostrou-se queixoso em relação à lotação da sala de visitantes: “está tudo ocupado e nem há cadeiras para podermos jogar”. Acompanhado dos seus dois filhos ainda pequenos, quando questionado sobre uma possível participação dos miúdos, Miguel rapidamente recusou: “Há tempo para tudo, mas não os deixaria participar. Três dias nisto é um exagero”.

A zona de entretenimento é de entrada gratuita e funciona durante 12 horas seguidas, das 10 às 10. Muitos são os que por falta de idade para poderem participar na XLParty, ficam a «curtir» dentro do possível no lado de lá. Existem consolas, computadores, simuladores de condução, a zona Meo Relax e pistas de corrida em miniatura. Uma das atividades que atrai mais utilizadores é o Speedminton, uma variante do badminton em que não existe rede, apenas uma área delimitada no chão. O objetivo do jogo não é tão estratégico como no desporto original, é antes desfrutar das grandes velocidades e alturas que as penas atingem durante a prática do desporto.

Mas a zona de visitantes também é uma zona de competição. Os torneios que têm por base jogos de consolas são todos realizados nessa área, permitindo aos visitantes sentir um pouco da adrenalina e da vontade de jogar que caracteriza a LAN que ocupa os restantes 70 por cento do pavilhão. O número de gamers é relativamente baixo nas competições em jogos de consola. Mas segundo a opinião de João Silva, de 17 anos, a XLPARTY ainda podia melhorar. “Gosto imenso deste ambiente. Só vi ontem que ia haver este evento, mas só participaria se existissem mais competições de jogos com carros”, elemento que apenas existe na sala de visitantes.

Cadê a magia negra moleque“? Essa é praticada pelos estrategas dos jogos de Trading Card Games como é Magic The Gathering. Pela primeira vez incluído no cardápio da XLParty, a zona de jogo é ainda pequena e conta com poucos participantes. As partidas jogadas são todas dentro de um espírito de amizade e gosto pelo jogo. Logo ao lado das mesas da «sueca com monstros», existe um expositor que tem cartas, livros e outros itens relacionados com o mundo fantástico das criaturas a duas dimensões.

Mas a verdadeira magia negra é praticada pelos entusiastas da física, que com meia dúzia de objetos comuns do dia a dia, ligados por fios e raciocínios de lógica, «atormentam» as mentes dos que assistem aos espetáculos.

Motivos e pontos de interesse não faltam para visitar o PEB em Braga.

Artigo escrito por Rui Ferreira e Daniela Teixeira

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here