Meizu 16 e 16 Plus são anunciados com Snapdragon 845 e leitor de digitais na tela

8 de Agosto de 2018
4 Partilhas 156 Visualizações
1 Comentários
Passatempo Phone House

Depois de uma série de vazamentos e rumores, finalmente a Meizu anunciou seus dois novos smartphones top de linha: o Meizu 16 e 16 Plus. Curiosamente, pela primeira vez na história da empresa, os dispositivos trazem um chipset da Qualcomm – o Snapdragon 845. Até então, todos os modelos da marca usavam processadores MediaTek e Samsung. Esta mudança coloca o Meizu 16 e 16 Plus frente a frente com grandes rivais, como o Xiaomi Mi 8 e OnePlus 6, por exemplo.

Se você não gosta de entalhes, saiba que a linha Meizu 16 chega ao mercado sem este controverso recorte. Embora não apresentem câmera frontal retrátil, como vemos no Vivo NEX S ou Oppo Find X, o design adotado pela fabricante diminuiu bastante as bordas em todos os quatro lados da tela.

A empresa manteve um design simétrico, tendo que gastar milhões de dólares para re-personalizar a parte frontal dos modelos para garantir que todos os componentes necessários fossem inseridos na borda fina na parte superior. Com essa estratégia e mesmo sem adotar o entalhe, a Meizu conseguiu entregar uma proporção de tela de incríveis 91,18%. Em termos de comparação, o Vivo Nex foi lançado com 91,24%. Portanto, fica claro que a tela foi bem aproveitada pela fabricante chinesa.

O corpo de ambos é feito de vidro, e a traseira vem com um revestimento de 7 camadas para criar uma textura semelhante a cerâmica. Os interessados podem comprar os smartphones em duas cores: branco e preto. A busca da Meizu em entregar um design refinado também se traduz em um aparelho muito fino. Oficialmente, o Meizu 16 está sendo comercializado como o smartphone com leitor de digitais na tela mais fino do mundo, medindo 7,3 mm de espessura – o Oppo Find X possui 9,3 mm.

Ao longo dos anos, os smartphones gradualmente ficaram mais pesados. E esta é outra área em que o Meizu 16 se destaca, afinal, ele pesa apenas 152 gramas. Concorrentes como Vivo Nex, Find X e OnePlus 6 pesam 199, 186 e 177 gramas, respectivamente.

O novo flagship da fabricante chinesa também impressiona nas especificações. A linha Meizu 16 chega ao mercado com processador Snapdragon 845, 6GB ou 8GB de RAM e 64GB, 128GB ou 256GB de armazenamento interno. A tela Super AMOLED do Meizu 16 é de 6″ com resolução Full HD+, enquanto o modelo Plus possui 6,5″ e a mesma resolução. Em bateria, o primeiro chega com 3.010 mAh e o segundo com 3.640 mAh.

Ambos possuem um leitor de digitais na tela, que após meses de otimização, consegue reconhecer o dedo do usuário em 0,25 segundos, e a taxa de sucesso é de até 99,12%. Embora este leitor possa não ser tão rápido ou preciso quanto um sensor óptico tradicional, é interessante vermos mais fabricantes estão optando por essa nova tecnologia, ajudando-a a se tornar mais popular no mercado.

Outro destaque da linha, é o novo sistema de resfriamento à líquido por tubos de cobres. Isso permite que o smartphone se mantenha frio mesmo durante jogos pesados, garantindo o máximo de desempenho possível do Snapdragon 845.

No departamento de câmeras, ambos adotaram a mesma configuração do Meizu 15 Plus, ou seja, temos um sensor IMX 380 de 12MP e outro IMX350 de 20MP. Além disso, há quatro eixos OIS e velocidade de obturador de 1/4s. Assim como vemos em outros aparelhos top de linha, os novos smartphones da Meizu possuem inteligência artificial para melhorar as imagens, além de um HDR que promete cores vibrantes e melhor contraste.

Em software, os dispositivos trazem a interface Flyme 7 baseada no Android Oreo. Graças a inteligência artificial, o sistema pré-carrega aplicativos que o usuário mais utilizada para melhorar a velocidade de abertura em até 36%. A tecnologia SuperSwipe da Meizu também melhora a fluidez da interface em até 76%. O botão mBack foi substituído por uma barra horizontal na parte inferior da tela, bem semelhante ao sistema de navegação do Android Pie.

Agora, vamos aos preços. O Meizu 16 possui três variantes: a primeira com 6GB de RAM e 64GB de armazenamento (US$ 395), a segunda com 6GB+128GB (US$ 439), e a última entrega 8GB+128GB (US$ 483). Quando ao modelo Plus, será possível adquiri-lo com: 6GB+128GB (US$ 468), 8GB+128GB (US$ 512) e a última variante mais potente de 8GB+256GB (US$ 586). Ambos começam a ser vendidos em 20 de agosto na China.

Fonte: GizMoChina

Artigos interessantes

Lenovo Z5 Pro GT é o primeiro smartphone do mundo com Snapdragon 855 e 12GB de RAM
Destaques
26 Visualizações
Destaques
26 Visualizações

Lenovo Z5 Pro GT é o primeiro smartphone do mundo com Snapdragon 855 e 12GB de RAM

Wagner Pedro - 18 de Dezembro de 2018

No mesmo evento de lançamento do Lenovo Z5s, a fabricante chinesa também apresentou o Lenovo Z5 Pro GT com Snapdragon…

Sensores de reconhecimento facial são seguros? Enganados por cabeça 3D
Destaques
29 Visualizações
Destaques
29 Visualizações

Sensores de reconhecimento facial são seguros? Enganados por cabeça 3D

Bruno Peralta - 18 de Dezembro de 2018

Os sensores de desbloqueio dos equipamentos são cada vez mais versáteis. Se há uns anos, iniciou-se o sensor de impressões…

Novo smartphone da Xiaomi é certificado pelo TENAA
Telemóveis
29 Visualizações
Telemóveis
29 Visualizações

Novo smartphone da Xiaomi é certificado pelo TENAA

Wagner Pedro - 18 de Dezembro de 2018

Um novo smartphone da Xiaomi, que traz o número de modelo "M1901F9T", foi certificado pelo TENAA, que revelou algumas de…

Comentário

Comente

O seu email não será publico