MediaTek Dimensity 9000 tem resultados melhores que Snapdragon 8 Gen1 e Exynos 2200

Em termos de processamento existem alguns players no mercado, sendo que a Qualcomm e a Apple são os grandes líderes em termos de processamento, com a Huawei a ter ficado para trás após as limitações impostas à empresa e que levou o processador Kirin a ficar para trás.

No entanto, a Mediatek tem vindo a pautar o seu caminho gradualmente e se a nível de processadores de média e baixa gama já tem um mercado bem apetecível, o mercado de topo ainda não conseguia competir. Mas tudo indica que o novo processador que deverá surgir nos primeiros smartphones nos próximos meses será o primeiro passo da MediaTek para atacar um mercado que, até agora, estava entregue à Qualcomm, com o novo Dimensity 9000.

O Dimensity 9000 foi anunciado em novembro passado e , pelas especificações ,logo percebemos que, finalmente, a fabricante Taiwan tinha lançado um processador que poderia equipar smartphones de topo, mas foram os primeiros testes de desempenho que rapidamente mostraram isso, no mês seguinte. Agora, com o aproximar da chegada deste processador ao mercado, as mais recentes informações continuam a mostrar que esta pode ser uma aposta ganha pela Mediatek.

Portanto, até agora estamos habituados a que a Qualcomm seja a líder em termos de processador de topo, mas os últimos resultados partilhados pelo Ice Universe, mostram que, afinal, a Qualcomm já não estará no topo do mercado Android.

Olhando para o gráfico, pode-se dizer facilmente que o A15 Bionic da Apple ainda mantém a liderança em todos os aspectos, tanto na pontuação de núcleo único quanto no de vários núcleos. Mas se olharmos para o mundo Android, encontramos uma grande surpresa. Há um vencedor claro na pontuação multi-core, e esse é o Dimensity 9000 da MediaTek. De fato, seu número está mais próximo do A15 da Apple do que de qualquer uma das outras variantes do Android.

O Dimensity 9000 também consegue vencer na pontuação single-core, embora com o Snapdragon 8 Gen 1 muito perto. O Exynos 2200 parece estar a ficar para trás neste teste específico do Geekbench 5, com pontuações bastante semelhantes às do Snapdragon 888 de 2021, mas também é verdade que já no ano passado o processador da Samsung ficou um pouco atrás da Qualcomm e gerou algum mal estar entre os consumidores europeus que não podem optar pela variante Snapdragon.

Embora seja fácil tirar conclusões a partir de cálculos matemáticos brutos, os chips geralmente têm um desempenho diferente quando testados numa utilização real e, tal como acontece com todos os processadores, não é apenas números, já que, por exemplo, a refrigeração adequada tem uma grande influência no seu desempenho.

Devemos começar a ver telefones equipados com o Dimensity 9000 nos próximos meses. Espera-se que OnePlus, Xiaomi, Motorola e até Samsung lancem modelos com o hardware da MediaTek. Só então poderemos ver se algum deles realmente consegue tirar o máximo proveito do Dimensity 9000 e se é, de facto, uma aposta ganha da fabricante de Taiwan.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui