Matrix, o smartwatch que utiliza uma célula solar como bateria

15 de Janeiro de 2019
11 Partilhas 142 Visualizações

A empresa que apresentou o smartwatch afirma que o equipamento não tem bateria. Estaremos nós perante o futuro do relógios inteligentes? Uma maneira menos poluidora e barata no médio-longo prazo?

Matrix Industries, a responsável pelo equipamento não apresenta o seu primeiro dispositivo sem bateria. Na verdade, este é o terceiro dispositivo, mas o que o diferencia dos primeiros é a presença de uma célula solar invés de apenas um ‘termopar’ (thermo-couple, em inglês) que absorve a energia sob a forma de calor e as transforma em energia sob a forma de eletricidade.

O Matrix PowerWatch 2 dispõe agora de duas tecnologias diferentes e espantosas, o ‘thermo-couple’ e a célula solar. A primeira permite que o dispositivo inicie após gerar energia suficiente e a energia solar permite que se mantenha. Com esta implementação, o smartwatch passa a disponibilizar mais capacidades que se pressupõe num relógio desta denominação. Inclui agora monitorização de frequência cardíaca, um visor a cores e GPS (que é algo fantástico dado o seu consumo energético).

Se refletir-mos um pouco sobre isto, percebemos as reais vantagens que trás. Imagina-se a não ter de mudar a pilha no seu relógio tradicional ou ter de carregar a bateria (que ao fim de um tempo perde a sua capacidade)? Isso mesmo, este equipamento só terá de ser trocado em duas condições? Por desgaste dos seus materiais ou por ficar obsoleto.

Termopares, ou ‘thermo-couple’ e as células solares são antigas peças presentes em antigas tecnologias que permitiram acionar dispositivos sem bateria, como é o caso do termopar usado para medições de temperatura simples (conhecido como um sensor) ou o painel solar que alimenta parte da sua rede elétrica.

Mas como um sensor de temperatura gera eletricidade? Tudo se deve ao físico Thomas Seebeck que, em 1822, descobriu acidentalmente que a junção de dois metais gera uma tensão elétrica em função da sua temperatura.

Nesse sentido, é louvável o trabalho desenvolvido pela Matrix Industries na criação deste(s) equipamento(s) uma vez que, para além de consumir pouca energia face tem de gerir a pouca energia gerada pela tecnologia ‘thermo-couple’ e solar. A própria companhia revelou que teve algumas dificuldades na otimização do consumo de bateria dos medidores de frequência cardíaca e do GPS.

O dispositivo encontra-se disponível para pré-encomenda no Indiegogo, por um preço de apenas US$ 200, ou seja, cerca de 175€. A companhia espera que se não houver atrasos possa começar a distribuir os equipamentos em junho deste ano.

Fonte Engadget

Artigos interessantes

Robô explorador para minas submersas desenhado em Portugal
Tecnologia
27 Visualizações
Tecnologia
27 Visualizações

Robô explorador para minas submersas desenhado em Portugal

Sandra Pacheco - 18 de Fevereiro de 2019

Um robô para ajudar a explorar minas submersas, foi concebido por uma equipa de cientistas de vários países, incluindo Portugal.…

Ver que programas estão a usar mais internet no computador
Dicas
34 Visualizações
Dicas
34 Visualizações

Ver que programas estão a usar mais internet no computador

Nelson Paiva - 18 de Fevereiro de 2019

  O Windows regista o volume de dados que cada aplicação usa para se ligar à internet e isso pode…

Novos AirPods da Apple terão uma nova cor: Preto
Tecnologia
7 Partilhas54 Visualizações
Tecnologia
7 Partilhas54 Visualizações

Novos AirPods da Apple terão uma nova cor: Preto

Bruno Peralta - 17 de Fevereiro de 2019

Em janeiro já tinham surgido alguns rumores sobre os novos auriculares da Apple, os AirPods "2", que deverão surgir durante…

Comente

O seu email não será publico