Mark Zuckerberg é processado por violar a defesa do consumidor

O controverso cofundador do Facebook acaba de ser processado diretamente pelo procurador de Washington, Karl Racine. Zuckerberg está a ser acusado de fraude e violação da defesa do consumidor, naquele que é um processo diretamente relacionado com o caso Cambridge Analytica. Esta representa a segunda tentativa de processar Mark Zuckerberg no âmbito desse mesmo caso.

Anteriormente os procuradores já haviam tentado acusar Mark Zuckerberg de se aproveitar dos dados de utilizadores recolhidos pelo Facebook para tentar manipular os resultados das eleições a favor de Donald Trump em 2016. De acordo com a acusação, a Cambridge Analytica teve a permissão do Facebook para aceder aos dados de 87 milhões de utilizadores do Facebook.

Acredita-se que este acesso tenha facilitado imenso a eleição de Donald Trump em 2016, e que todo o esquema foi levado a cabo com o conhecimento do cofundador de Mark Zuckerberg, que não agiu da forma que lhe competia para tentar proteger os dados pessoais dos utilizadores da sua plataforma social.

A acusação defende que era da responsabilidade de Mark Zuckerberg exercer controlo sobre as práticas enganosas levadas a cabo na sua rede social, coisa que falhou em fazer, o que faz dele também um responsável direto pela violação da privacidade dos consumidores, aquando a utilização da sua rede social.

Desde 2018 que este caso vem sendo um enorme peso nos ombros do Facebook. Já em 2019 a plataforma de Zuckerberg havia sido multada em 5 mil milhões de dólares por causa das suas práticas enganosas. Foi também neste mesmo ano que as autoridades federais impuseram ao Facebook um controlo independente sobre os dados pessoais dos seus utilizadores, de modo a tentar evitar a utilização dos mesmos em esquemas fraudulentos.

Este escândalo levou, também, a que o Facebook removesse o acesso aos dados dos seus utilizadores por parte de aplicações suspeitas de práticas enganosas.

Fonte: The Guardian

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui