Mark Zuckerberg deixou um aviso a empregados maliciosos

mark_zuckerberg_facebook

A sede da maior rede social do mundo em Menlo Park, Califórnia, transborda um ambiente muito tranquilo para trabalhar.

Por exemplo, o enorme espaço aberto na área comum está cheio de paredes com quadros para os empregados escreverem neles algo sobre eles. Contudo, não é só diversão ou jogos. Mark Zuckerberg, depois de ser ameaçado pelo Estado Islâmico juntamente com o presidente do Twitter, emitiu um comunicado esta semana avisando os seus empregados maliciosos, que continuam alimentar o racismo.

O CEO do Facebook está muito desapontado com os funcionários que estão a tentar distorcer a mensagem da campanha “Black Lives Matter” ao escrever “All Lives Matter”, nas suas próprias contas sociais. Para combater isso, o Facebook disponibilizou um evento, onde todos os empregados devem comparecer, para desmitificar o significado por de trás do “Black Lives Matter”, para não existir mais mal entendidos.

O Facebook é composto por 2% de negros, 3% de latinos americanos e 55% brancos.

Fonte: News.com.au

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here