(Mais um) roubo de moedas digitais de grande dimensão: $37.28 milhões de dólares

Red Magic 6S

Aconteceu um segundo assalto a um centro de câmbios de criptomoedas na Coreia do Sul. A Bithumb confirmou na quarta-feira que cerca de $31.5 milhões de dólares de moedas virtuais foram roubadas num ciberataque.

Há cerca de uma semana tinha sido a Coinrail a sofrer um ataque que foi estimado por analistas ter provocado uma perda de $37.28 milhões de dólares.

Bithumb parou todas as transacções

Na mesma declaração onde confirmou o roubo, a Bithumb afirmou também ter parado todas as transacções até que as condições de segurança estivessem de novo asseguradas. A empresa, a sexta maior do mundo na área, afirmou que iria compensar na totalidade todos os clientes afectados pelo assalto.

Os problemas de segurança no mundo das criptomoedas voltam a estar em cima da mesa

Este segundo assalto cerca de uma semana na Coreia do Sul colocou novamente na ordem do dia a falta de regulações e os riscos de segurança nos mercados de criptocurrências daquele país. Mas a questão não é apenas local, e a falta de corpos regulatórios a nível internacional também levantam questões relacionadas não apenas com a segurança dos investidores mas também com a utilização das criptomoedas para práticas ilícitas.

Mun Chong-hyun, o analista chefe da ESTsecutiry, afirmou à Reuters que as criptomoedas continuarão a ser alvos preferenciais de ciberataques nos próximos temos. “Não há medidas de segurança ou regulatórias que possam garantir 100% de segurança às moedas digitais. Elas são mantidas anonimamente e em sistemas de pouca segurança, o que as tornas um alvo irresistível,” afirmou Mun.

Mais uma desvalorização do Bitcoin

O valor do Bitcoin tem estado constantemente volátil ao longo do último ano, e a notícia de mais um ciberataque de grande dimensão acabou por ter consequências no valor de mercado. Segundo a Bitstamp (Luxemburgo), o bitcoin BTC=BTSP já tinha descido na quarta-feira 1.8%, seguindo a tendência decrescente das últimas semanas.

Fonte: Reuters

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here