Magia da Edição Fotográfica: Borracha Mágica do Google Fotos pode chegar a todos!

Num mundo onde a fotografia digital se tornou parte integrante do nosso quotidiano, a capacidade de editar imagens de forma rápida e eficaz é quase tão valiosa como a habilidade de as capturar. O Google Pixel 8 trouxe consigo uma inovação que prometia revolucionar a edição de fotos: a Borracha Mágica. Esta ferramenta, alimentada pela inteligência artificial (IA) da Google, permite aos utilizadores eliminar objetos ou pessoas indesejadas das suas fotografias, criando uma imagem limpa e focada no que realmente importa.

A magia por trás desta ferramenta é a IA, que tem vindo a ser cada vez mais integrada em aplicações de texto e imagem, facilitando tarefas que antes exigiriam um esforço considerável e conhecimento técnico especializado. Quando testámos pela primeira vez a Borracha Mágica, a experiência foi surpreendente. Bastava selecionar a ferramenta no Google Fotos, desenhar sobre os elementos a eliminar e, em instantes, a foto aparecia como se esses elementos nunca tivessem existido.

Inicialmente, esta funcionalidade estava restrita aos utilizadores dos smartphones Google Pixel 6 ou superiores, ou àqueles que subscreviam o serviço Google One. No entanto, a exclusividade está prestes a terminar, pois o Google planeia disponibilizar esta funcionalidade de forma gratuita na aplicação Google Fotos, embora com uma limitação significativa: o número de utilizações mensais será restrito.

A descoberta desta mudança veio à luz após uma análise minuciosa do código da última atualização do Google Fotos para Android, realizada pela Android Authority. A utilização gratuita desta ferramenta será acompanhada por um limite de usos mensais, que serão renovados no primeiro dia de cada mês. Embora o número exato de edições gratuitas não tenha sido revelado, é provável que a Google ajuste esse número com base na popularidade da ferramenta.

Uma vez esgotado o limite mensal de edições gratuitas, os utilizadores terão como única opção subscrever o Google One para continuar a usufruir da ferramenta sem restrições. Esta estratégia pode ser vista como um incentivo para que os utilizadores considerem a subscrição do serviço, que também oferece armazenamento adicional e outros benefícios.

Pessoalmente, vejo esta jogada como uma forma inteligente da Google promover o seu serviço de subscrição, oferecendo um “gosto” da funcionalidade premium para encorajar a adesão. No entanto, espero que a empresa considere um equilíbrio justo entre o número de edições gratuitas e a necessidade de subscrição, para que a ferramenta continue a ser útil para o maior número possível de utilizadores. Afinal, a magia da edição fotográfica deve estar ao alcance de todos, e não apenas daqueles que podem pagar por ela.

Fonte: Androidauthority

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui