Lotus Evija é um hiperdesportivo elétrico que tem 2030 cv

O Evija foi apresentado no Salon Privé do Reino Unido, coincidindo com um vídeo publicado pela Lotus onde é demonstrado o poder do novo elétrico em pista, mesmo sendo um carro voltado para a estrada. Essencialmente, o vídeo serve para demonstrar os cinco modos de condução do novo Lotus — o modo Range (para maior alcance), o modo Cidade, o de Passeio, o Desportivo e modo Track.

De acordo com a Lotus, o modo citadino e o Range limitam a potência máxima a 1030 cv e torque máximo de 800 Nm distribuído para as rodas traseiras, e auxiliado para o sistema de travagem regenerativa no modo Cidade para travagens mais suaves a baixa velocidade. O modo Passeio chega muito próximo dos 1440 cv e distribuí o torque entre as quatro rodas, sempre que necessário. Ainda neste modo de condução, o Lotus Evija move uma membrana nas entradas de ar frontais para aumentar o arrasto até 50 km/h.

O modo desportivo permite que o novíssimo Lotus Evija alcance os 1750 cv e 1700 Nm de torque regulados pelo controlo de estabilidade para aumentar o nível de tração. O modo Track eleva a potência para 2030 cv máximo, onde a distribuição de torque pelas quatros rodas é mais elevada, contando ainda com um sistema DRS para redução do arrasto, neste modo.

Através do vídeo, conseguimos ter alguns vislumbres do habitáculo, o painel de instrumentos (totalmente digital), onde é possível verificar detalhes como a downforce exercida no veículo em tempo real, a pressão nos pneus, o consumo de energia e até tempos de circuito — dado que isto é o tipo de carro que pode ser utilizado num track-day, onde existem records a ser batidos em pista, por exemplo.

O Lotus Evija está a ser desenvolvido e produzido nas instalações da Lotus em Hethel, em Norfolk no Reino Unido. Os Evijas são modelos feitos à mão, pelo que a sua produção está limitada a 130 veículos, produção essa que acabou adiada em cinco meses face à pandemia de coronavírus que se alastrou pelo mundo inteiro.

Phil Popham, diretor executivo da Lotus, afirma que “[…] com a nova fábrica pronta, estamos à frente [da concorrência] no emergente segmento dos hipercarros elétrico e cem por cento prontos para alguma competição saudável”. Recorde-se que a Lotus terminou recentemente a sua parceria para o desenvolvido do novo Evija com a Williams Advanced Engineering — associada ao desenvolvimento de veículos de competição elétricos para a Fórmula E.

Os modelos produzidos durante este ano estão já esgotados, assegura fonte próxima da Lotus. É imperativo mencionar que cada um dos 130 hipercarros contruídos têm um preço de venda ao público de pouca mais de € 2,23 milhões (£ 2,04 milhões). Em geral, a grande maioria dos modelos vendidos foca a sua atenção para a tração às quatro rodas, o binário de 1700 Nm, que permitem que este hiperdesportivo chegue dos 0 ao 100 km/h em menos de três segundos, nove segundos dos 0 aos 300 km/h, atingindo uma velocidade máxima de 322 km/h.

O Evija, apelidado internamente como Type 130, apresenta uma envergadura de 4,59 metros de comprimento, 2 metros de largura e 1,12 metros de altura. Segundo a Lotus, este será o elo de ligação dos modelos mais antigos da marca inglesa para a linhagem mais contemporânea de grande desempenho.

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here