Lightyear interrompe a produção do seu EV movido a energia solar

A empresa de veículos elétricos Lightyear anunciou que está a interromper a produção do Lightyear 0, o seu carro movido a energia solar de € 250.000 que a empresa começou a fabricar há cerca de três meses.

Esta paragem faz parte de uma “reestruturação estratégica”, de acordo com um artigo no site na segunda-feira, e a empresa irá concentrar-se na fabricação do Lightyear 2, um carro que irá custará menos de 37.000€ e irá entrar em produção no final do ano de 2025.

A empresa diz que não tomou a decisão de ânimo leve, uma vez que irá afetar os seus funcionários, bem como “investidores, clientes, fornecedores e governo”. Presumivelmente, terá também um impacto na Valmet Automotive, a empresa que a Lightyear contratou para construir o Lightyear 0. O motivo da decisão da Lightyear em interromper a produção ainda é vaga, com a empresa a dizer que enfrentou vários desafios nos últimos meses e que a mudança visa “salvaguardar a nossa visão”.

Lightyear diz também que está a pedir ao tribunal para iniciar “processos de suspensão de pagamento” para a empresa responsável por fazer o Lightyear 0, a sua estrutura societária inclui uma holding e outra organização.

O Lightyear 0, revelado em 2019, era para ser o veículo mais atrativo da empresa e teoricamente poderia chegar a 70km de alcance apenas com a energia solar, fornecida por cinco metros quadrados de painéis. Isto não é exatamente comum para EVs, o Lightyear 0 foi um dos primeiros a entrar em produção com recursos de energia solar, embora não seja claro quantos a empresa realmente acabou por fabricar. O seu plano original era produzir 946.

O Lightyear 2, anunciado na CES deste ano, destina-se a um mercado totalmente diferente, com a empresa a informar que irá “herdar todas as inovações do Lightyear 0 por uma fração do preço de mercado”. De acordo com o anúncio de segunda-feira, já tem “20.000 pré-encomendas de proprietários de frotas” para o crossover. Desenvolver o Lightyear 0 deu à empresa “muitos ensinamentos valiosos nos últimos anos” que irá usar ao fazer o 2, de acordo com uma citação do CEO e co-fundador Lex Hoefsloot no comunicado à imprensa.

A Lightyear não respondeu imediatamente ao pedido dos mídias para comentar sobre o que iria acontecer com qualquer Lightyear 0 já produzido ou se o seu plano de reestruturação envolvia algumas demissões.

Deixar de vender quase mil carros certamente irá exigir uma mudança de planos. A empresa diz que espera “concluir alguns investimentos importantes nas próximas semanas, a fim de escalar para Lightyear 2”.

Fonte: Electrek

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui