Klarna vai passar a oferecer os seus serviços em Portugal

A Klarna, uma fintech sueca que oferece a possibilidade de fazer compras online parceladas e que, de acordo com a revista Forbes tem uma avaliação de mercado de 27 mil milhões de euros, passou a estar disponível em Portugal. Esta empresa insere-se na categoria de  “buy now pay later” (BNPL) – “compre agora, pague depois”.

A empresa que passou a disponibilizar os seus serviços de pagamento na semana passada, anunciou a empresa comunicado. De acordo com Alexandre Fernandes Ribeiro, que será responsável pela operação da fintech no mercado português, a chegada da Klarna a Portugal acontece numa altura em que “o consumidor dá sinais de que procura soluções alternativas para comprar online”. “O português  não gosta de modelo de crédito tradicional – estamos a fazer diferente” e a “lançar um produto inovador que pode dar mais opções às pessoas”, acrescenta.

Segundo foi anunciado em comunicado, até ao momento aderiram a este serviços as lojas Tradeinn, Sklum, Blackpeach e ISTO, mas os responsáveis em Portugal esperam que “se juntem em breve novas marcas portuguesas e internacionais”, segundo um comunicado da empresa, e que pretende tornar-se num forte motor de crescimento das empresas que se associarem à plataforma.

blank

A empresa irá disponibilizar gratuitamente a possibilidade de parcelar o pagamento em três fases.

Para utilizar este serviços, os portugueses não vão ter de abrir uma conta bancária, sendo que o pagamento pode ser feito por débito na sua conta atual. “Os portugueses não têm muito interesse em aderir a novos cartões de crédito”. A empresa frisa também que não pretende estar ” associada à banca tradicional.”

O serviço da fintech é um verdadeiro sucesso, já conta com mais de 18 milhões de utilizadores na aplicação, tem 250 mil parceiros  de diferentes áreas, desde eletrónica, cosmética a vestuário.

A Klarna tem procurado expandir-se, e o inicio das operações em Portugal acontece cerca de uma semana depois de ter começado a atuar, também, na Irlanda.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here