Jaguar ataca mercado dos SUV compactos com novo E-Pace

As marcas de automóveis estão todas a apostar no segmento dos SUV, os todo o terreno civilizados, devido à procura crescente dos consumidores. A intocável Ferrari chocou o mundo ao revelar que vai produzir um modelo com esta arquitetura, e a Jaguar prossegue com a sua ofensiva de produto com o segundo modelo, o E-Pace que vem com toda a certeza conquistar o espaço da BMW que oferece o X1 e da Audi que tem o interessante Q3.

O novo E-Pace pode ser encarado como uma escala da receita introduzida com o F-Pace, que venceu em 2017 o título de Carro do Ano Mundial. O novo E-Pace pretende destacar-se pelas linhas desportivas e pela habitabilidade interior «excecional», como refere a marca.

As linhas que definem o novo Jaguar E-Pace são únicas, onde se encontram semelhanças com os mais icónicos modelos da história da marca de prestígio britânica. No interior, destaque para o envolvimento que todo o conjunto de tabliê e painel de instrumenos proporciona ao condutor. A posição de condução elevada foi conseguida de forma a não comprometer sensações mais desportivas.

Como em qualquer novo modelo de automóvel, há lugar para as mais recentes tecnologias a bordo do Jaguar E-Pace. De base surge equipado com ecrã tátil com 10 polegadas onde é possível comandar várias funções do automóvel, ficando o sistema topo de gama como opcional capaz de oferecer ecrã com 12,3 polegadas, projeção de informação no para-brisas, e navegação tridimensional. Os audiófilos terão ainda a oportunidade de escolher um sistema de alta fidelidade desenvolvido pela Meridian com 825W de potência e 15 altifalantes.

A arquitetura do novo Jaguar E-Pace baseia-se na excelente plataforma desenvolvida pelo grupo Jaguar Land Rover para o Land Rover Discovery Sport, no qual a suspensão traseira Integral Link do F-Pace ajuda a separar as forças longitudinais e transversais para proporcionar a melhor comunicação possível entre o automóvel e o condutor.

A escolha de motores compreende a gama já conhecida da geração Ingenium desenvolvida pela Jaguar Land Rover. O Jaguar E-Pace estará disponível no mercado numa motorização turbodiesel com tração apenas às rodas da frente e 150 cv. A variante topo de gama, também com motor alimentado a gasóleo terá 240 cv e 500 Nm de binário. Pelo meio fica a proposta com 180 cv. As variantes alimentadas a gasolina do Jaguar E-Pace terão 250 e 300 cv de potência às quais estarão associados sistemas de tração integral e caixas de velocidades automáticas.

Veja também...

Deixe o seu comentário