Já existe uma versão do Windows 11 na internet: mas é melhor não instalar

Quando a Microsoft lançou o Windows 10 em 2015, disse que seria o último lançamento completo do Windows, com atualizações a serem disponibilizadas duas vezes por ano para mantê-lo atualizado – semelhante à abordagem que a Apple adotou com o macOS 10.

Mas se dúvidas ainda houvesse, estão praticamente todas esclarecidas, mesmo sobre o nome, já que esta versão do Windows que ficou disponível online é o Windows 11, mas claramente uma versão não oficial e ainda Beta, sendo que é de verificar imensos bugs durante a sua utilização. Nesse sentido, além de, obviamente, ser uma versão não oficial e, por isso, arriscado e ilegal, não deve instalar o software e aproveite e leia os sites da especialidade que já o fizeram, já que instalar esta “nova” versão no seu computador poderá ser perigoso, em vários sentido.

Olhando para vários sites internacionais que já experimentar esta nova versão, não dá dúvidas que o novo Windows 11 oferece uma novo interface de utilizado, com a nova barra de tarefas sendo a diferença mais imediatamente notável. Ele se parece com o macOS com um toque do Windows, com a maioria dos ícones, incluindo o botão Iniciar bem no meio da barra de tarefas. Felizmente, você pode aceder às configurações e mover todos os botões da barra de tarefas para o lado esquerdo da barra de tarefas, assim como no Windows 10, portanto esta mudança não é obrigatória.

Muitos dos elementos da interface do usuário, como o controle de volume e a exibição de notificações, parecem quase iguais ao do Windows 10, mas isso provavelmente ocorre porque as novas versões desses elementos ainda estão em desenvolvimento. Mas as animações e o movimento parecem ser muito mais suaves.

Mais ou menos uma hora depois que o instalador do Windows 11 foi descoberto online, a conta do Twitter do Microsoft Windows anunciou o seu próximo evento do Windows em 24 de junho para saber mais. Não consideraríamos isso como o reconhecimento da Microsoft de que o leak é genuíno ou algo assim, mas o momento é definitivamente interessante.

Mas, olhando para o Windows 11, parece que grande parte da UI ainda é muito Windows 10. O menu de configurações, o painel de notificações e até o Microsoft Edge parecem basicamente idênticos, além dos pequenos detalhes de todo o sistema, como as mais arredondadas bordas e tal.

Portanto, é provável que muito mais detalhes além da versão disponibilizada do Windows 11 possam ser revelados no próximo evento da Microsoft. Seria um pouco estranho se a Microsoft fosse lançar um salto geracional como este que é tão básico, sem mudanças mais radicais e apenas no design.

blank

Na maior parte da compilação do Windows 11 que está disponível agora, as maiores mudanças são na barra de tarefas e no menu Iniciar. Essas são mudanças bastante fundamentais, com certeza, mas temos certeza de que há mais por trás.

Quanto às mudanças em si, achamos que vão causar divisões, assim como acontece com qualquer grande reforma do Windows. Mas, pelo menos visualmente, à primeira vista, o novo sistema operacional parece lindo, e mal podemos esperar para nos aprofundar nos próximos meses e anos para aprender tudo o que há para saber sobre ele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here