Itália e Espanha obrigam Alemanha a ceder

A união entre angela merkelItália e Espanha já deu frutos, a pressão feita pelos dois países levou com que a Zona Euro aceitasse flexibilizar substancialmente o funcionamento dos seus mecanismos de resgate. Esta flexibilidade pode ser fundamental para abrandar as tensões nos mercados.

De modo a responder ao bloqueio feito por Roma e Madrid, a reunião dos 17 líderes da Zona Euro foi antecipada para a uma da manhã. O acordo entre os membros da Zona Euro ficou tomado por volta das quatro e meia da manhã em Bruxelas. Antes, os primeiros-ministros de Espanha e Itália bloquearam a aprovação do novo Pacto para o Crescimento pelos 27 países da União.

A pressão feita por Roma e Madrid obrigaram Angela Merkel a ceder e deste modo os instrumentos financeiros do Euro vão passar a poder participar no mercado da dívida de modo a apoiar os países, que apesar de estarem a ser visionados pelos mercados, cumprem todos os requisitos da disciplina orçamental. Roma e Madrid são exemplo disso devido às suas crises económico-financeiras.

Os países que saíram beneficiados com a intervenção de outrem no mercado terão que assinar um memorando de entendimento mas ficam sem a obrigação de cumprir novas condições macroeconómicoas para usufruir desta ajuda. Esta nova medida deverá entrar em vigor no próximo dia 9 de julho após ser assinada por todos os ministros das Finanças da Zona Euro.

Mas esta não será a única nova medida: a recapitalização dos bancos também sofrerá mudanças, esta passará a ser feita de forma direta, ou seja, sem passar o Estado evitando o agravamento da situação económica do país, como é o caso do défice da vida que assim fica salvaguardado. No entanto, esta mudança pode demorar até ser efetiva pois está sujeita a uma exigência feita por Berlim: para tal acontecer é necessário criar um mecanismo europeu de supervisão bancária a partir do reforço feito pelo Banco Central Europeu (BCE).

No comunicado da reunião desta madrugada ficou acordado que a decisão sobre a supervisão deverá ser feita “de forma urgente, até ao fim do ano”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here