iPad Pro 2021 pode chegar com um ligeiro aumento de preço

Os novos modelos do iPad Pro estão prestes a ser anunciados no evento da Apple que irá ocorrer amanhã dia 20 de Abril. Segundo os rumores que já circulam, em linha esperam-se algumas melhorias e uns upgrades interessantes incluindo a chegada do ecrã com tecnologia mini-LED e suporte a redes 5G. Mas todo esse conjunto de novidades pode ser acompanhado de uma subida de preço para aquilo que esperamos ser o melhor tablet deste ano.

O analista Daniel Ives da empresa Wedbush (informação do site 9to5Mac), adiantou na sua última publicação que a marca da maçã está a ponderar efectuar um aumento modesto do preço com a chegada da série iPad Pro 2021.

O modelo atual de 11”, 128GB de armazenamento e versão Wi-Fi começa nos 909€ e do mesmo modo a versão equivalente de 12.9” situa-se nos 1109€. Espera-se que o aumento para os modelos a serem lançados em 2021 possa ser algo entre os 50 e os 100 euros aproximadamente.

É também possível que o possível aumento agora adiantado possa acontecer inclusive apenas nos modelos com suporte à rede 5G. Os actuais modelos 4G do iPad Pro possuem uma diferença de cerca de 170 euros em relação à versão Wi-Fi. Seguindo então essa lógica pode acontecer existir então uma diferença de aproximadamente 200 euros entre uma versão e outra nos novos modelos.

No entanto nunca é demais afirmar que tudo isto não passa de especulação e que somente quando a marca tornar oficial os dados poderemos saber com o que contar para o iPad Pro de 2021. Para isso pode sempre acompanhar a apresentação em directo na página oficial do evento da Apple aqui.

Além do suporte ao 5G, os rumores apontam para a chegada de paineis mini-LED para o iPad Pro 12.9” bem como algumas melhorias a nível das lentes. Existe ainda também uma boa possibilidade da Apple equipar no modelo mais potente a porta Thunderbolt 4 UBS-C para uma maior compatibilidade com diversos acessórios.

Em relação ao processador, podemos vir a ter o A14X Bionic e com isso um aumento na performance de tal modo que possa vir a ser concorrente directo do Apple M1 colocado no último MacBook Pro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui