Investigadores criam processador capaz de conduzir todo o tráfego de internet num segundo

Uma equipa dinamarquesa de investigadores fez um grande avanço na transmissão de dados via fibra ótica usando um único chip de computador para transferir 1,84 petabits de dados por segundo, que é aproximadamente o dobro de todo o tráfego da internet (ou cerca de 230 milhões de downloads de fotos por segundo).

Asbjørn Arvad Jørgensen da Universidade Técnica da Dinamarca em Copenhaga, ajudado por colegas na Dinamarca, Suécia e Japão usou um chip fotónico – uma tecnologia que permite que componentes óticos sejam construídos em chips de computador – para dividir um fluxo de dados em milhares de canais separados. A equipa dividiu o fluxo em 37 secções para cada núcleo de cabo de fibra ótica e, em seguida, dividiu essas secções em 223 pedaços de dados no espetro eletromagnético, transmitindo-os todos de uma vez por 7,9 quilómetros sem interferirem uns nos outros.

Esta pode vir a ser a tecnologia que vai elevar a fibra ótica das comunicações a um próximo nível. Pode dizer-se que transmitimos o dobro do tráfego médio de internet no mundo“, diz Jørgensen.

Jørgensen pensa ainda que o grupo de investigadores consegue melhorar a configuração atual e criar um design do chip numa dimensão menor que uma caixa de fósforos. Em vez de vários lasers em paralelo, a equipa quer reduzir o equipamento até o nível de silício.

O estudo, publicado na Nature Photonics, refere que a fibra ótica para as comunicações é a espinha dorsal da internet, mas as tecnologias essenciais estão a aproximar-se dos seus limites de tamanho, velocidade e eficiência energética, por isso é necessário introduzir novas formas de escalar a capacidade de transmissão de dados. O novo chip que os cientistas estão a investigar suporta a transferência de dados a um petabit por segundo.

Além do processador ótico, os dados são transmitidos com recurso a apenas uma fonte de luz.

Fonte: Digital Trends

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui