Investigadores criam kit de robótica low-cost para ensinar crianças e adolescentes

Um investigador da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) está a coordenar o desenvolvimento de um kit de robótica low-cost para ajudar crianças e adolescentes a desenvolver competências em diferentes áreas, como informática, física ou matemática.

“O objetivo é um menino, um robot”, afirmou Rolando Barradas, estudante de doutoramento em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores da UTAD, à imprensa. O investigador referiu que na maior parte das escolas o que se verifica é a existência de “dois ou três robots” para uma turma e apontou as dificuldades de orçamento para a aquisição destes equipamentos.

“O objetivo é criar algo que seja mais acessível. Na prática não se vai criar nada de novo, mas juntar peças já existentes de forma a criar um kit mais acessível comparativamente com as coisas que existem no mercado”, salientou.

O projeto “Erasmus+ KA202 Robots for STEM” dispõe de um orçamento de 235 mil euros, tem a duração de 24 meses e pretende atrair “futuros alunos para a área das Ciências e Tecnologia”.

Futuristic man

“Tem como objetivo o desenvolvimento de um kit de robótica educativa destinado, numa primeira fase, a crianças e adolescentes entre os 10 e os 13 anos de idade, que possa ser utilizado como uma ferramenta de ensino interdisciplinar, aplicada diretamente nos currículos”, explicou Rolando Barradas. A ideia é, acrescentou, “criar um currículo para determinadas disciplinas para além de informática e robótica, como a física e matemática, com exercícios que possam ser resolvidos através desse robot”. Rolando Barradas explicou que cada kit disporá de um robot que as crianças têm que começar por construir.

O também investigador do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC) considerou que a utilização deste tipo de ferramentas promove as “competências técnicas dos alunos, permitindo o desenvolvimento de outras competências indispensáveis no século XXI tais como o pensamento computacional e a resolução de problemas”.

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here