Intel pode estar a vender a sua área de smartphones: Apple esteve (está?) interessada

A Intel está à procura de vender o seu negócio de modem para smartphones, agora que está oficialmente fora da disputa por chipsets de 5G. Segunco consta, a Apple considerou a aquisição de parte dos empreendimentos modernos da Intel em negociações que começaram no último verão, mas o acordo parou quando a Apple e a Qualcomm chegaram a um acordo em um contencioso legal de royalties de patentes. No final da batalha judicial, a Apple e a Qualcomm assinaram um acordo de fornecimento de chipsets de vários anos – o que significa que a Intel já não será fornecedora da Apple.

Agora, a Intel está à procura de vender o seu negócio de modems para smartphone como um todo, de acordo com o Wall Street Journal (Pago).Segundo a notícia, a Apple ainda é um possível comprador já que não é de estranhar que a fabricante queira ser independente em algumas áreas, embora algumas outras empresas tenham manifestado interesse e a Intel está a trabalhar com a Goldman Sachs para ajudar nas negociações. O acordo provavelmente valerá alguns milhões de dólares, embora esteja tudo em num estágio inicial por enquanto.

A Qualcomm era o único fornecedor de modem de smartphones da Apple antes de as empresas entrarem em um jogo de ação judicial em 2017, processando-se mutuamente por causa de royalties de patentes e violações de contrato. Durante esse tempo, a Intel assumiu-se como fornecedor de modem da Apple.

A Intel recentemente negou os rumores de que a Apple não confiava na empresa para fornecer modems 5G com a meta de 2020, já que a Intel está um pouco atrasada em relação aos concorrentes, como a Huawei e a Qualcomm, que já têm modems disponíveis para os fornecedores e há dispositivos móveis à venda com suporte ao 5G. Enquanto isso, a Qualcomm já está lançando modems com capacidade para 5G.

“Estamos muito empolgados com a oportunidade do 5G e com a ‘cloudificação’ da rede, mas no negócio de modem para smartphones ficou claro que não há um caminho fácil para a lucratividade e retornos positivos”, disse o CEO da Intel, Bob Swan, a 16 de abril, no dia em que a Apple e a Qualcomm resolveram os seus casos legais e anunciaram o seu novo contrato para modems 5G.

Segundo o WSJ, a área de negócio da Intel está a criar um prejuízo para a empresa de cerca de mil milhões de dólares por ano, o que leva a que a venda seja apetecível para a empresa e, provavelmente, incluirá funcionários, patentes e projetos de modem em várias gerações de tecnologia.

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here