Intel e Mediatek juntam-se para colocar o 5G nos computadores

A Intel desistiu de produzir hardware 5G em smartphones, mas está determinada a levar a tecnologia aos computadores – e está a recrutar um aliado para garantir que isso aconteça. A gigante dos processadores está a unir-se à MediaTek para criar modems 5G para computadores portáteis e outros PCs que podem se beneficiar de uma conexão sempre ativa.

A MediaTek será a única a desenvolver e fornecer a tecnologia. A Intel definirá as especificações da solução 5G, fornecerá otimização, validará projetos e dará o suporte necessário para integrar os modems na produção de computadores, sendo uma parceria que faz todo o sentido. Do lado da Intel, a mesma já decidiu dedicar-se exclusivamente aos processadores para computador e deixar de lado os smartphones, desistindo também do 5G.

As duas empresas esperam ver os primeiros frutos de seu trabalho no início de 2021. Eles também estão a trabalhar com a Fibocom para produzir módulos 5G M.2 (o formato usado com frequência para SSDs) adaptados para sistemas baseados em Intel.

A parceria não é surpreendente quando os dois lados têm interesse em promover o 5G. Embora a Intel não esteja mais no ramo dos modens, sabe que o 5G pode ser crucial para os PCs daqui para frente – e, é claro, os PCs permanecem centrais nos planos da empresa. Isso garante que ele tenha uma opção 5G sem precisar dedicar recursos. Para a MediaTek, trata-se mais de expandir suas ambições. A empresa já está a investir no 5G para telefones, mas a aliança dá uma grande presença no mundo dos PCs.

Certamente há pressão para os dois lados agirem. A Qualcomm está a atacar o segmento dos laptops 5G lançando os seus próprios processadores, sendo que já se encontram alguns computadores do mercado com processadores Qualcomm. Embora eles não estejam prontos para lutar no mercado de topo, talvez não deve demorar muito para que se consiga uma máquina com os processadores Snapdragon com dados de internet disponíveis, que rivalizam com o acesso mais rápido à Internet em casa, o que poderá ser importante para os utilizadores que apenas pretendem um computador simples que se ligue à internet.

Se as duas fabricantes não se juntassem, poderiam ambas perder no seu segmento de mercado para a Qualcomm. Veremos quais serão os primeiros produtos a chegar ao mercado.

Fonte: Intel e Mediatek

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here