Instagram captura os seus dados e não oferece uma ferramenta de portabilidade

É díficil apagar o Facebook sem alternativa viável mas, pelo menos, você pode exportar todos os seus dados. Infelizmente, não existe essa opção no Instagram e essa falta de portabilidade de dados coloca você à mercê das decisões políticas desta rede social. E, isso pode colocar os utilizadores em risco, já que aqueles que procuram fazer backup das suas contas e conteúdos são forçados a utilizar aplicações de terceiros não oficiais que exigem a sua password.

Em 2010, o Facebook lançou a ferramenta “Download Your Information”. Ela permite-lhe exportar um arquivo zip com todas as suas atualizações de fotos, status, mensagens, informações de perfil, lista de amigos e muito mais. Dessa forma, se quisesses abandonar o Facebook poderia levar todos os seus dados e configurá-los noutra rede social. Em oito anos, o Instagram ainda não criou a sua própria ferramenta, não oferece uma maneira de fazer download das suas fotografias nem vídeos, após partilhá-los no feed. A opção mais próxima é “partilhar via email”.

Algumas ferramentas de terceiros surgiram para colmatar esta lacuna no Instagram, mas as suas práticas de segurança e privacidade são bastante questionáveis. Insta Saver, Picodash, Vibbi InstaPort e Download 4K são algumas dessas aplicações que exigem os seus dados de login do Instagram e permitem exportar as suas fotografias. Mas, o que realmente acontece com as suas fotografias através dessas ferramentas, ainda não está claro. O resto das informações do seu perfil ou fotografias onde foi identificado, bem como as pessoas que segue ou que seguem você estão “presos”.

No dia 25 de maio, a lei de privacidade do GDPR na Europa entra em vigor e, até lá, o Instagram tem que oferecer uma ferramenta de portabilidade de dados. O grande problema é que, sem portabilidade, há menos hipóteses de um rival legítimo do Instagram emergir! O governo dos Estados Unidos pode ter sido estúpido ao deixar o Facebook adquirir o Instagram por 715 milhões de dólares em 2012. Agora, com mais de 800 milhões de utilizadores mensais, o Instagram aliado ao Facebook têm uma centralização maciça das redes sociais. Mas, mesmo após os problemas que envolvem o Facebook nos últimos tempos ainda esteja a quente, o governo dos EUA não deverá determinar uma divisão do Instagram, do Facebook e do WhatsApp (também adquirido pelo Facebook). O Instagram apenas deverá permitir aos utilizadores sairem sem perderem o seu histórico.

Quando apresentou a ferramenta Download Your Information, Mark Zuckerberg disse “Coisas que você coloca na rede social, você deve ser capaz de tirar”. Será que é mesmo assim?

Fontes: Techcrunch

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here