InSight: o módulo marciano estabelece recorde de geração de energia

Com uma aterragem bem-sucedida no passado dia 26, segunda-feira, o módulo da Administração Nacional de Gestão Aeronáutica e Espacial (NASA, em inglês) encontra-se neste momento a estabelecer-se na superfície marciana.

Posto isto, a equipa responsável pelo projeto demonstra a sua satisfação pelo facto de o equipamento começar a recolher informações acerca do terreno em seu redor. Para além disso, as proteções das lentes das máquinas fotográficas incluídas no dispositivo foram retiradas, permitindo agora fotografias com maior qualidade.

Tendo os paines solares totalmente abertos e a funcionar em pleno, o módulo bateu, de acordo com a NASA, o recorde de rover ou lander com maior armazenamento/geração de energia elétrica, estabelecendo um valor de 4.588 wH, em apenas um dia.

Segundo a equipa norte-americana, o módulo aterrou numa cratera superficial, numa zona arenosa e poeirenta, que conta com uma inclinação de 4 graus, o que não torna inviável o seu trabalho uma vez que o equipamento está preparado para operar numa inclinação de até 15 graus.

“A equipa de investigação expectava ansiosamente a aterragem numa área arenosa com poucas rochas desde a escolha do local de pouso, como tal, não podiam estar mais felizes”, afirmou o gestor de projeto do bem-sucedido, projeto InSight, Tom Hoffman.

© NASA

Mas a que se deve a preocupação com a inclinação? (Não se tratando apenas dos 15 graus estabelecidos) Uma aterragem numa encosta muito íngreme poderia comprometer toda a missão, uma vez que, poderia causar problemas na abertura dos paineis solares.

Fonte NASA

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here