Indivíduo não identificado obteve e vazou o código-fonte de projetos de hardware da AMD

Na quarta-feira, a AMD confirmou que a propriedade intelectual relacionada a seus processadores gráficos foi roubada no ano passado, embora insistisse que os arquivos vazados não danificariam seus negócios nem comprometessem a segurança do produto. “Em dezembro de 2019, fomos contatados por alguém que alegou ter arquivos de teste relacionados a um subconjunto de nossos produtos gráficos atuais e futuros, alguns dos quais foram recentemente publicados on-line, mas foram retirados”, disseram os designers da Radeon and Ryzen. em uma declaração .

Dois dias atrás, a AMD emitiu dois avisos de remoção do Digital Millennium Copyright Act (DMCA) ao GitHub, direcionando o negócio de armazenamento de código de propriedade da Microsoft para remover cinco repositórios – um repositório original e quatro cópias – que continham código fonte de hardware interno confidencial para sua família Navi de GPUs.

Os projetos roubados, aparentemente escritos em Verilog, parecem ter sido enviados ao GitHub no fim de semana passado. As listagens de diretório de arquivos dos repositórios, postadas recentemente no Pastebin.com, também foram retiradas. Os nomes de arquivos sugerem o código implementado casos de teste entre outras coisas.

AMD

“Embora estejamos cientes de que o autor possui arquivos adicionais que não foram divulgados, acreditamos que o IP de gráficos roubados não é essencial para a competitividade ou a segurança de nossos produtos gráficos”, afirmou a AMD. “Não temos conhecimento do agressor que possui qualquer outro IP da AMD”.

A AMD disse que está trabalhando com agentes da lei como parte de uma investigação criminal. Um porta-voz da empresa se recusou a fornecer mais detalhes.

De acordo com o TorrentFreak, um indivíduo não identificado obteve e vazou o código-fonte do projeto de hardware – a linguagem amigável para humanos usada para descrever o funcionamento de um chip – relacionada às GPUs Navi 10 e Navi 21 na série Radeon RX 5000 da AMD, bem como nas inéditas da AMD GPU Arden, que deve fazer parte do próximo console Xbox Series X da Microsoft.

Os mal-entendidos alegaram que “encontraram os códigos-fonte de hardware da GPU AMD Navi em um computador invadido” em novembro do ano passado, acrescentando: “Eu não falei com a AMD sobre isso porque tenho certeza de que, em vez de aceitar o erro e seguir em frente, ela vai tentar me processar. Então, por que não vazar para todo mundo?”

Fonte

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here