iFixit: Tenha cuidado para não partir o ecrã do Galaxy S9

A iFixit é um conhecido site que avalia a dificuldade de substituição de componentes de smartphones, sendo que o faz com a grande parte dos produtos e dá uma avaliação, conforme a dificuldade de arranjar os produtos e, segundo o site, o novo Samsung Galaxy S9 não é fácil de arranjar, principalmente o ecrã do smartphone.

O iFixit é conhecido pelos vários manuais de reparação que o site divulga online e fornece gratuitamente para qualquer pessoa que se sinta confortável a tentar arranjar o seu smartphone, seja por um ecrã partido ou para substituir a porta USB. Eles são especialistas nesta área e a grande referência.

Por esse motivo, sempre que divulgam o seu primeiro manual de reparação de um smartphone são levados muito a sério e então sobre o Samsung Galaxy S9, não há como não olhar para a opinião deles, já que avariar smartphones não é assim tão usual, principalmente fora da garantia. Aliás, como bem sabem, ter o ecrã partido já aconteceu à grande maioria dos utilizadores.

Por sabermos que quebrar o ecrã é muito comum, o iFixit também sabe e grande parte da nota final é culpa da grande dificuldade para mudar o ecrã do Galaxy S9, já que é necessário retirar quase toda a parte traseira do equipamento, além de mais alguns adesivos complexos, o que ajudou, bastante a baixar a nota final do Galaxy S9.

O Samsung Galaxy S9 e S9 Plus já são oficiais, com pequenas diferenças. O “normal” tem um ecrã de de 5,8 polegadas, enquanto a versão Plus é de 6,2 polegadas, sendo que a resolução é a mesma: 1440 x 2960p.

Na parte traseira, temos a principal alteração e muito bem vinda, que é a mudança do sensor de impressões digitais para baixo das câmaras e, também segundo o estudo, é muito difícil de remover.

O processador é o Exynos 9810 em alguns mercados, mas a grande maioria terá o processador topo de gama da Qualcomm, o Snapdragon 845, a partir dos 4GB de RAM e 64GB de armazenamento, sendo que há outras versões de 6GB de 128Gb de armazenamento.

O Galaxy S9 tem suporte LTE Cat.18, suporte a capturar imagens 4K até 120fps, e permite desbloquear o smartphone através do reconhecimento facial.

As câmaras traseiras são dois sensores de 12MP, sendo que um deles é grande angular na versão Galaxy S9 Plus, sendo que na versão normal , sendo que o sensor tem uma abertura de F/1.5. Já agor,a não esquecer que há estabilização ótica nas duas câmaras.

A bateria é de 3000 mAh no Galaxy S9 e 3500 mAh no Galaxy S9 Plus, com scan de íris e carregamento sem fios. O sistema operativo é o Android 8.0 Oreo, com o Samsung Experience 9.0.

Veja também...

Deixe um comentário

avatar
  Subscrever  
Notificar de