IFA 19: CinemaWide presente no Sony Xperia 5, melhor desempenho em vídeo e áudio?

O sucesso da Sony no mundo da fotografia, do cinema e até dos modernos equipamentos de som é conhecido. Os smartphones da marca nipónica foram um sucesso durante alguns anos, mas têm-se perdido entre a concorrência.

Conseguirá o Xperia 5 voltar com a hegemonia de outrora? Regressa agora, a Sony, aos seus tempos aureos? A marca japonesa aproveitou a feira internacional de tecnologia de Berlin, a IFA, que se encontra a decorrer desde 06/09 até 11/09 para apresentar ao público e ao mercado de consumo, o seu novo equipamento de alta/média-gama.

Xperia 5 conta com o CinemaWide e o Snapdragon 855

Entre as demais especificações, os destaques deste equipamento são, o ecrã OLED, os módulos fotográficos e modo CinemaWide, a inclusão de compatibilidade de HDR e de som através da tecnologia Dolby Atmos e o processador.

Especificações do Sony Xperia 5, o sucessor do X1

  • Ecrã: 6.1″ OLED FHD+ 21:9 HDR
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 855
  • Conectividade: 4G + Bluetooth 5.0 (não referenciado)
  • Memória: 6GB RAM + 128GB ROM (expansível com MicroSD até 1TB)
  • Câmera traseira: MAIN WIDE 12 MP + TELEPHOTO 12 MP (Zoom Ótico x2) + ULTRAWIDE 12 MP
  • Câmera frontal: MAIN WIDE 8 MP
  • Áudio: Stereo Speaker + 24-bit/192kHz áudio + Dolby Atmos
  • Carregamento: Fast charging 18W
  • Bateria: 3.140 mAh
  • Certificação IP65 e IP68
  • Outros: A-GPS, GLONASS, BDS, GALILEO, Sensor biométrico (na lateral)
  • OS: Pie 9.0
  • Possibilidade de utilizar PS4 Remote Play
  • Dimensões: 158 x 68 x 8.2mm
  • Peso: 164g

Este equipamento apresenta-nos o verdadeiro poder de um ecrã OLED num formato cinemático, porque um rácio 21:9 apenas encontramos em alguns, poucos monitores e nas telas e filmes de cinema.

Como se não bastasse, o processador X1 desenvolvido para o departamento de televisões da marca nipónica traz-nos a remasterização HDR para tudo o que assistimos no telemóvel (mesmo que a origem não esteja no formato SDR). O processador da Qualcomm, o Snapdragon 855, um dos mais recentes e potentes do mercado faz as delícias da casa, pois combina o poder da inteligência artificial na fotografia e mesmo na qualidade de imagem do ecrã.

Por sua vez, a opção de incluir um sensor biométrico de impressão digital na lateral do equipamento revela-se um pouco desatualizado, mas não tanto como colocá-lo na traseira. Não esperavamos encontrar um sensor que não fosse “in-display” para um smartphone desta gama, o que se revela desapontante e obviamente um ponto negativo.

Particularidades do sensores fotográficos do Xperia 5

Módulo (Triple-Camera) Traseiro
  • MAIN WIDE 12 MP com abertura de f/1.6 e 1.4µm, Dual Pixel PDAF, 5-eixos OIS
  • TELEPHOTO 12 MP com abertura de f/2.4 e 1.0µm, PDAF, 5-eixos OIS
  • ULTRAWIDE 12 MP com abertura de f/2.4 e 1.0µm
  • Tecnologia(s): HDR e eye-tracking;
  • Gravação: [email protected]/30fps HDR, [email protected], [email protected] (5-eixos gyro-EIS), [email protected] (slow-motion);
Módulo Frontal
  • MAIN WIDE 8 MP com abertura de f/2.0 e 1.12µm, HDR
  • Gravação: [email protected] (5-eixos gyro-EIS);

Particularmente, o destaque dentro dos sensores fotográficos, bem como, do software utilizado no Sony Xperia 5, vai para a tecnologia “eye-tracking“. Como refere a marca japonesa, «[…] em fotografias de retrato, é importante focar com precisão nos olhos do alvo. Através da inovadora tecnologia eye-autofocus das câmeras Alpha da Sony, conseguirá, agora com o seu Xperia 5 tirar magnificos retratos de familiares e amigos». O CinemaWide permite que através de todos os tipos de tecnologia existentes no Xperia 5 relativamente a fotografia e som sejam utilizados de modo a proporcionar uma experiência cinematográfica (HDR, 21:9 ratio e Dolby Atmos) quando utilizada a ferramenta de gravação de vídeo.

Outros detalhes importantes mostrados na IFA 2019 foram, em primeiro a melhoria do software de “smart-connectivity” da Sony, que usa um algoritmo “deep-learning” para captação de sinais de Wi-Fi e análise conexões instáveis. Assim, o algoritmo permite que o smartphone alterne entre a conexão Wi-Fi e os dados móveis do equipamento de modo a garantir uma experiência de navegação e utilização da internet (para transferência de dados).

Rumores apontam para que este novo dispositivo terá o seu preço abaixo dos 800€. Como sugerem informações que, ao que parece, no Reino Unido irá ter um custo de 699£, ou seja, cerca de 750€. Por agora, resta-nos apenas aguardar por mais informações por parte da Sony nesse sentido após a IFA 2019. Continue a acompanhar a nossa cobertura de um dos maiores eventos de tecnologia de consumo, que se encontra a decorrer em Berlim, a IFA 2019.

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here