Huawei vê a vida complicada nos EUA após operadora “Saltar fora”

A Huawei tem crescido a passos largos no mercado, sendo que já é a terceira maior fabricante de smartphones do mundo. No entanto, para conseguir alcançar, mais facilmente, os dois primeiros lugares tem de entrar num mercado que, até agora, tem sido complicado, o norte-americano. E parece que vai continuar complicado.

No final do ano começaram a soar os alarmes nas sedes da Apple, nos EUA, e da Samsung, na Coreia do Sul. Tudo apontava para que a Huawei, que já vende smartphones no mercado norte-americano no mercado livre, conseguisse o primeiro acordo com uma operadora para vender os seus equipamentos. A operadora seria a AT&T.

Este passo é essencial para a Huawei pois, além de querer chegar ao segundo lugar do ranking, para conseguir singrar no mercado norte-americano é preciso estabelecer parcerias com as operadoras, já que quase 90% da compra de smartphones nos EUA é feito através das operadoras. Ora, esse passo seria dado com o Huawei Mate 10 Pro, que já analisamos e confirmamos a sua qualidade. Ao que tudo indicava, esse passo seria dado ao lado da AT&T, mas, parece, que à última hora deram um passo atrás.

Segundo a Reuters, a Huawei já não vai lançar o smartphones com a AT&T, segundo fontes próximas da operadoras. Apesar de não terem sido apontadas respostas para este volte-face, a Reuters indica que a culpa é de pressões políticas, que ainda vêm com desconfiança as fabricantes chinesas.

Por parte da Huawei, não comentou diretamente este negócio que nunca foi oficial, apenas indicou que o Huawei Mate 10 Pro é apresentado durante a CES 2018 e que estará À venda no mercado norte-americano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here