Huawei vai investir 125 milhões de dólares no seu serviço de cloud

A chinesa Huawei está a planear investir numa nova área de negócio. A empresa planeia um investimento de 1 bilião de yuans (cerca de 125 milhões de euros) no desenvolvimento de capacidades de inteligência artificial para o seu negócio de cloud.

Este investimento deverá ser feito ao longo dos próximos três anos. A empresa também planeia expandir os seus serviços de cloud em África.

Desenvolver o serviço no continente africano

Zhen Yelai, o presidente da unidade de cloud da Huawei, afirmou que a companhia planeia fornecer serviços de cloud na África do Sul. Esta servirá como “uma base forte a partir da qual desenvolver os serviços de cloud no continente africano”. Assim sendo, a empresa chinesa tem planos grandes para África.

Concorrência ao Alibaba

Na China, de momento, o mercado é dominado pela Alibaba. Porém, a Huawei estabeleceu serviços de cloud em 2017, e pretende agora aperfeiçoar o seu serviço com inteligência artificial. Talvez seja sinal de que a Alibaba possa ter que ficar preocupada. A Huawei já oferece os seus serviços de cloud na China, Hong Kong, Rússia e Malásia.

Os serviços de cloud são cada vez mais importantes para as empresas de tecnologia. A Microsoft que o diga…

O resultados das receitas do segundo trimestre da Microsoft superaram até as análises mais optimistas.

Os grandes lucros apresentados pela Microsoft são explicados por dois produtos que tiveram um desempenho excepcional: os serviços de cloud Azure que tiveram um aumento de 89%, mas também o Office 365 prouctivity suite. O anúncio dos lucros do último trimestre tiveram um efeito imediato na bolsa e as acções aumentaram quase 4% em poucas horas.

Os serviços cloud foram o principal segredo desta fórmula de sucesso. O negócio dos serviços de cloud tem aumentado exponencialmente. Este serviço tem tido procura sobretudo de empresas que querem poupar custos no armazenamento de informação e em software, que acabam por aderir a pacotes como aqueles oferecidos pela Azure. Mas a procura é cada vez mais generalizada, e o mundo dos automóveis não é excepção.
“A combinação da Cloud, que é uma mega-tendência que veio para ficar durante anos, e a sua execução de uma empresa que sabe como vender e ser inovadora – é difícil argumentar contra seja o que for nesta situação,” referiu Tom Taulli, um analista do website InvestorPlace.com, sobre a forma como a Microsoft tem vendido o seu serviço de Cloud.

Fonte: Reuters

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here