Huawei P9, Huawei P9 Plus e TalkBand B3: Primeiras impressões

Primeiras impressões Huawei P9 (5)

Foi no dia de ontem que a Huawei apresentou o seu novo topo de gama: o Huawei P9. Junto a este equipamento, também foram apresentados o P9 Plus e a Talkband B3 e hoje trazemos as primeiras impressões.

Huawei P9
Huawei P9 Plus
Huawei TalkBand B3

Ontem estivemos em Londres a convite da Huawei Portugal para a apresentação do novo topo de gama da fabricante. O Huawei P9 foi apresentado com pompa e circunstância para uma multidão de jornalistas e convidados, com tantas cadeiras que, mesmo assim, ainda havia muitas pessoas de pé para assistir ao evento.

Neste evento, a Huawei apresentou o Huawei P9, uma versão grande, o Huawei P9 Plus, que além do ecrã e bateria, também tem melhores funcionalidades, e o TalkBand B3, um conceito que já vai na terceira geração e que, pessoalmente, sou um grande adepto. Deixo-vos as minhas primeiras impressões sobre os vários equipamentos apresentados.

Huawei P9

  • Primeiras impressões Huawei P9 (4)Dimensões: 145 x 70.9 x 7 mm
  • Peso: 144 g
  • Sistema Operativo: EMUI 4.1 com Android 6.0 Marshmallow
  • Ecrã: 5,2″ Super AMOLED
  • Resolução: Full HD (1080x1920p) e 423ppi
  • Câmara traseira: ótica Leica, Dual 12 MP, Dual- LED Flash, f/2.2, Laser focus
  • Câmara frontal: 8 MP f/2.4
  • Processador: HiSilicon Kirin 955 (Quad-core a 2.5 GHz Cortex-A72 e quad-core a 1.8 GHz Cortex-A53)
  • GPU: Mali-T880 MP4
  • Memória RAM: 3 GB
  • Armazenamento: 32GB
  • MicroSD: até 128GB
  • Wifi: Wi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac, dual-band, DLNA, WiFi Direct, hotspot
  • GPS: A-GPS, GLONASS/BDS
  • Sensor de impressões digitais
  • Bluetooth 4.2
  • Ligações: jack 3.5mm
  • Bateria: 3000 mAh
  • USB-C

Quando parece que o design não pode ser melhorado, lá vem mais um modelo que apesar de não surpreender, nota-se uma melhoria em termos de design. Um pouco mais arredondado nas laterais do smartphones, mantendo uma espessura de meter inveja aos outros topos de gama, com apenas 7mm.

A Huawei mantém o mesmo estilo dos seus antecessores, com acabamentos metálicos nas laterais e na maior parte da área traseira, sendo que é na área das câmaras que encontramos uma parte em vidro. Logo por baixo da câmara encontra-se o sensor de impressões digitais que, como a fabricante chinesa já nos tem vindo a habituar, é de grande qualidade é um dos melhores do mercado.

Primeiras impressões Huawei P9 (18)Também em cores, a Huawei lançou diversas opções, sendo que as que mais me impressionou foi a versão cinzenta (Silver Grey) e a versão cerâmica (Ceramic White), esta última por ser bem diferente do que já vi até hoje.

Em termos de software, a Huawei lança o EMUI 4.1, baseado já na última versão do Android 6.0 Marshmallow. Em termos de design, encontramos alguns retoques no design dos ícones, bem como alguma diferença na organização das definições, mas num primeiro instante, nada de muito relevante.

Aliás, o grande destaque deste smartphone são as câmaras. Sim, o Huawei P9 tem duas câmaras traseiras, um pouco ao estilo do que a HTC iniciou há uns anos atrás, mas desta vez com duas lentes de 12MP e que promete um melhoramento nesta área. Eu já uso o Huawei Mate S há alguns meses e, sem dúvida, que é na câmara que encontro alguns problemas, já que como o utilizo nos eventos, reparo que algumas fotografias não ficam com a qualidade que outros topos de gama, mas é uma área que deverá ficar resolvida agora.

Experimentei logo tirar algumas fotos, tanto em áreas de pouca luminosidade como a paisagens e o resultado foi bastante interessante. Segundo as informações da Huawei, estes dois novos sensores permitem captar mais luz, 90% a mais quando comparado com o Galaxy S7 e 270% mais quando comprado ao iPhone 6S.

Primeiras impressões Huawei P9 (13)Onde também vemos uma grande mudança é na interface da aplicação da câmara, que com a ajuda da Leica oferece muitas opções. Não são novidades, mas não deixam de ser muito interessantes. Temos a Leica Experience, um modo profissional e novos modos de fotos. Um dos jornalistas tirou bastantes fotos interessantes com este equipamento a preto e branco ainda em Londres e ficámos bem impressionados. Veremos o que ele é capaz de fazer nas mãos de um amador. Não esquecer que temos uma focagem a laser.

Também um pequeno destaque para a câmara frontal de 8MP com abertura f/2.4. Em termos de cores, as opções são: Dourado (Haze Gold), Branco cerâmica (Ceramic White), Rosa dourado (Rose Gold), Prestige Gold, Cinzento (Titanium Grey) e prateado (Mystic Silver).

A Huawei já oficializou que o P9 chegará a Portugal no dia 4 de maio e o preço começa nos 599€, sendo que ainda não há informação se chegará ao mercado nacional a versão de 4GB e 64GB de armazenamento.

Huawei P9 Plus

Primeiras impressões Huawei P9 (11)

 

  • Dimensões: 152.3 x 75.3 x 7 mm
  • Peso: 162 g
  • Sistema Operativo: EMUI 4.1 com Android 6.0 Marshmallow
  • Ecrã: 5,5″ Super AMOLED
  • Resolução: Full HD (1080x1920p) e 401ppi
  • Câmara traseira: ótica Leica, Dual 12 MP, Dual- LED Flash, f/2.2, Laser focus
  • Câmara frontal: 8 MP f/1.9
  • Processador: HiSilicon Kirin 955 (Quad-core a 2.5 GHz Cortex-A72 e quad-core a 1.8 GHz Cortex-A53)
  • GPU: Mali-T880 MP4
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 64GB
  • MicroSD: até 128GB
  • Wifi: Wi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac, dual-band, DLNA, WiFi Direct, hotspot
  • GPS: A-GPS, GLONASS/BDS
  • Sensor de impressões digitais
  • 3D Touch
  • Bluetooth 4.2
  • Ligações: jack 3.5mm
  • Bateria: 3400 mAh
  • USB-C

Este equipamento em termos de design não é mais do que um Huawei P9 em ponto grande, sendo que é em praticamente tudo igual ao seu “irmão mais pequeno”. O destaque neste equipamento é que tem mais RAM, mais armazenamento e algumas tecnologias únicas, como o 3D Touch (só presente no Mate S de 128GB).

Primeiras impressões Huawei P9 (9)O tamanho do equipamento é bastante interessante e após utilizar o Mate S durante tanto tempo, o P9 Plus até me parece o mais indicado para mim. Com este equipamento, rapidamente quisemos experimentar o 3D Touch e comparar com o iPhone 6S ou o iPhone 6S Plus.

A verdade é que enquanto estive a utilizar a tecnologia 3D Touch fiquei bastante satisfeito, já que a Huawei conseguiu uma utilização similar à Apple, sendo que agora o que falta é generalizar esta tecnologia em todos os equipamentos, para que os programadores comecem a fazer com as suas aplicações, o que já acontece na App Store. Uma coisa que me agrada nos smartphones da Apple é que após o 3D Touch ser utilizado, o equipamento vibra para mostrar as opções e neste não conseguimos perceber quando temos de parar de fazer força, até ele abrir as opções extras.

Este equipamento estará disponível em três cores: Dourado (Haze Gold), Branco cerâmica (Ceramic White) e cinzento (Quartz Grey). Também chegará a Portugal no dia 4 de maio e o preço será de 739€.

Huawei TalkBand B3

Esta foi a grande surpresa da noite, já que não havia rumores (ou poucos) sobre o sucessor da bracelete da Huawei, apesar de fazer agora um ano. Foi no ano passado, por esta altura e no evento do Huawei P8, que a fabricante chinesa lançou a segunda versão da TalkBand.

Surpreendendo a plateia, a fabricante apresentou o TalkBand B3, com melhorias interessantes ao nível do design e que torna o relógio/auricular bluetooth ainda mais interessante.

Huawei TalkBand B3

Para começar, há mais opções de cores: castanho, beije, cinzento com bracelete metálica, preto e branco. No entanto, em todas estas versões, o auricular em si e que sai do equipamento é sempre preto, já que no antecessor as cores prateadas e douradas eram giras, mas com luz não se via praticamente nada do ecrã. Assim, a Huawei terá aprendido com o erro e apesar de haver várias cores, o auricular é sempre preto.

Primeiras impressões Huawei P9 (15)Podemos dizer que há três versões, o Active, com braceletes em borracha e mais “normais” e, certamente, mais baratas, em preto e branco. Depois temos o Classic, o castanho e o beije, sendo que o Elite deverá ser o mais caro, com uma bracelete metálica.

No design, o auricular agora entra totalmente dentro da pulseira, o que permite que tenhamos uma curvatura perfeita de design no nosso pulso, apesar de não parecer tão fácil de tirar e colocar como é o TalkBand B2. Em termos de hardware, há melhorias em termos de som, com um aumento do volume de 25% e uma redução de ruído do vento até 80%.

Primeiras impressões Huawei P9 (14)Com um ecrã PMOLED, resolução 128x80p e uma proteção Gorilla Glass, este B3 também conta com uma bateria de 91 mAh que promete uma utilização durante quatro dias. O preço? Não foi indicado o preço para Portugal, aliás, nem há data para o lançamento no nosso mercado, por enquanto.

No entanto, os preços anunciados são os seguintes: o Active tem o preço de 169€, o Classic 199€ enquanto o Elite terá um custo de 249€.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here