Huawei Mate X é o primeiro a ter certificado CE 5G Europeu

O Huawei Mate X recebe o primeiro certificado CE 5G do mundo concedido pela TÜV Rheinland, líder global em serviços de certificação independentes, o que significa que o smartphone passou pelo teste e por uma avaliação rigorosa com destinção. O smartphone 5G da Huawei foi o primeiro no mundo a ser aprovado por um organismo da União Europeia.

O Huawei Mate X é o primeiro smartphone dobrável da fabricante chinesa que só chegará ao mercado durante o verão, sendo, também, um dos primeiros a ter suporte ao 5G.

Bruce Lee, Vice-Presidente de Handset Business of Huawei Consumer Business Group, referiu na cerimónia de entrega do prémio que “comparado com a anterior geração de comunicação de tecnologia e produtos, a tecnologia 5G e as formas de produtos são mais complexas. Os padrões e equipamentos de teste de certificação 5G ainda estão dependentes de uma melhoria contínua, por isso acreditamos que é um desafio sem precedentes avaliar smartphones 5G.”

“Através da colaboração das equipas da Huawei e da TÜV Rheinland, os dois lados fizeram avanços significativos em muitas tecnologias-chave de certificação. No futuro, a Huawei continuará a trabalhar com a TÜV Rheinland para, em conjunto, realizarmos uma maior pesquisa de tecnologia de certificação de produtos de comunicação e promovermos em escala os terminais 5G para uso comercial”.

Stefan Kischka, Presidente wireless/Internet of Thing, da TÜV Rheinland, congratulou a Huawei por esta distinção e afirmou que “a TÜV Rheinland testemunhou a força tecnológica global 5G da Huawei, o que é uma notícia impressionante para a indústria e para os consumidores. A TÜV Rheinland tem vindo a investir arduamente no campo das tecnologias de comunicação sem fios e estamos ansiosos para continuar a trabalhar em estreita colaboração com a Huawei para criar, promover e testemunhar uma nova era de 5G”.

Huawei Mate X: Design

Comecemos pelo design do equipamento que é magnifico. A Huawei chama de Falcon Wing Design e, não há quaisquer dúvidas que o simples movimento de fechar o equipamento e toda a tecnologia mecânica envolvente impressiona. Infelizmente, não tivemos a oportunidade de tocar e ver o produto (a não ser por trás de um vidro), mas deixa-nos muitos curioso quanto à sua inovação e como é que tudo funciona.

O equipamento aparenta ser muito ergonómico e será interessante perceber até que ponto o seu peso poderá influenciar uma utilização longa do equipamento aberto, no entanto há que referir que mesmo fechado o equipamento tem uma espessura de 6mm. SIM, apenas 6mm, o que é impressionante.

Temos dois ecrãs de quando o equipamento está fechado. Temos o ecrã principal de 6,6 polegadas com resolução de 2480×1148 e outro na área traseira do equipamento de 6,38 polegadas com reoslução 2480×892, que é mais pequeno devido à colocação das câmaras do lado esquerdo dessa área. Quando abrimos o ficamos com um ecrã grande de 8 polegadas.

Passando já para essa área, é aqui que se encontra os vários componentes do smartphone, como as antenas, a board, as câmaras e os compartimento USB. Também é nesta área que se encontram as câmaras do equipamento, que foi apresentado como a câmara selfie, mas não deixa de ser as únicas câmaras do equipamento e que é composto por três lentes.

Tendo em conta que apenas foi referido que o equipamento apresenta a melhor selfie câmara da class com uma nova câmara Leica, não temos grandes informações, mas não deverá fugir muito do que já temos visto no Huawei Mate 20 Pro ou, possivelmente, similar ao Huawei P30 Pro, quando for apresentado no próximo mês.

A Huawei também estreia neste equipamento um sensor de impressões digitais na lateral que funciona como botão de ligar/desligar, ao estilo do que a Samsung já tem vindo a fazer com alguns equipamentos. Pode surpreender, ou não, a escolha por este tipo de sensor biométrico, mas para manter o equipamento o mais fino possível, faz sentido que não possa ser introduzido um sensor de impressões digitais integrado no ecrã.

Huawei Mate X: smartphone topo de gama e com 5G

A usabilidade do produto no ecrã promete ser muito interessante, já que é permitido aproveitar o ecrã todo para, por exemplo, fazermos um verdadeiro multi-tasking e abrirmos duas aplicações no ecrã total e conseguirmos escrever, por exemplo, podemos realizar duplo browsing.

Em termos de especificações, muito pouco foi referido (como aconteceu com as câmaras), no entanto temos a garantia que o equipamento conta com 5G, com o seu model Huawei Balong 5000, que é o primeiro 7nm a incluir todas as frequências de rede (2G/3G/4G/5G), além de ser o que model atual que oferece as velocidades mais rápidas. O processador do equipamento é o Kirin 980, portanto apesar de o próximo processador poder vir a ser apresentado na mesma altura que este equipamento for lançado, deverá ser este o processador utilizado no Huawei Mate X. O equipamento conta com Dual-Sim, sendo que um dos compartimentos poderá utilizar NanoSD, um novo cartão SD criado pela fabricante chinesa mas que a Huawei pretende que se torne standard do mercado.

O equipamento conta com 8GB de RAM e 512GB de armazenamento, portanto espaço e velocidade não irão faltar neste equipamento.

Em termos de bateria, o equipamento conta com duas baterias, uma em cada lado do equipamentos, que totaliza um total de 4500 mAh, sendo que não foi referido so tempos de duração previstos pela marca. Outra grande novidade, e estreia, é a melhoria do carregamento rápido da Huawei que tem sido um dos melhores do mercado.

O Huawei Mate X terá 55W Huawei Super Charge, uma brutalidade de carregamento rápido e que permitirá, por exemplo, carregar o smartphones do zero aos 85% em apenas 30 minutos. Incrível…

Estes tipos de equipamentos sempre me preocuparam devido a ter muito vidro e uma pequena queda poder colocar o equipamento em risco. Desta forma, a Huawei pensou em tudo e até apresento uma capa própria para este equipamento que o protege de possíveis quedas. Sem dúvida, uma excelente notícia.

Huawei Mate X: Disponibilidade e preço

O Huawei Mate X ainda não está disponível e, infelizmente, nem podemos ter a oportunidade de experimentarmos o equipamento nesta apresentação. Ao mercado, é referido que a meio de 2019 o equipamento estará à venda, portanto apontemos para junho ou julho. O preço, como seria de esperar, nõa é barato e custará 2299€.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here