Huawei Mate 20 Pro: Primeiras Impressões (Com vídeo)

17 de Outubro de 2018
3 Partilhas 354 Visualizações

Foi no dia de ontem que a Huawei volta a surpreender o mercado e quando pensamos que já conseguimos ver tudo, há sempre algo para ver. Sempre que a fabricante chinesa lança um novo smartphones de topo, demonstra claramente qual é o objetivo da empresa e o Mate 20 Pro é isso mesmo, um ataque ao primeiro lugar.

O Huawei Mate 20 Pro vem mostrar do que melhor se faz no segmento mobile, logo o próprio preço do equipamento também dá um salto em relação aos antecessores, mas se olharmos para tudo o que oferece percebemos o porquê e, também, continua a um preço inferior dos concorrentes diretos. Se com os rumores já previa, ao conhecermos tudo de forma oficial, o Huawei Mate 20 Pro tem tudo para ser o melhor smartphone de 2018.

Características:

  • Ecrã OLED de 6,4 polegadas com resolução FullHD+
  • Kirin 980
  • 6GB/8GB de RAM
  • 128GB/256GB
  • Câmaras traseiras: Traseira: Leica Triple Camera: 40 MP f1.8 Wide Angle + 20 MP f2.2 Ultra Wide Angle + 8MP f2.4 Tele, autofocus
  • Câmara Frontal: 24MP, f2.0, 3D Depth sensing Camera
  • IP68
  • Bluetooth 5.0
  • Bateria: 4200mAh
  • Standby até 502.5h (2G), 555h (3G),499 (4G)
  • Conversação: até 41.5h(2G),30h (3G);39h (4G)
  • EMUI 9.0 baseado no Android 9.0 Pie

Primeiras impressões do Huawei Mate 20 Pro

O Huawei Mate 20 Pro vem para ser o melhor smartphone do mercado, tendo em conta toda a tecnologia que em si está inserida, mas apesar de já conhecermos quase tudo sobre os aspetos técnicos, durante o evento ainda fomos surpreendidos por alguns pormenores, com claro destaque para algumas funcionalidades do sensor 3D frontal. Mas já lá vamos.

O que equipamento impressiona e tivémos a sorte de conseguir logo a versão Twilight, a mais disrupta das versões lançadas e que se destaca de toda a concorrência, no mesmo sentido que a Huawei tinha feito com o Huawie P20, com variações de cor na área traseira. Vamos então passar para os aspetos principais destas primeiras impressões.

Design:

Mais uma vez, a Huawei não fica nada atrás em termos de design em relação aos concorrentes e não há quaisquer dúvidas que é um design de excelente, com uma qualidade premium como se justifica.

Se tivermos o equipamento com o ecrã para cima, não há como não o comparar à Samsung, já que foram a primeira fabricante a lançar equipamentos com ecrãs edge, apesar de em outras versões Premium a Huawei também já tenha ido nesse sentido. Mas isso é como associarmos as câmaras duplas traseiras à Huawei por ter sido a primeira fabricante a ir por esse caminho, o que não quer dizer que não possamos ver este tipo de inovações em outros equipamentos.

É que o edge dá um efeito de ecrã maior e sem margens, já que apesar de as margens serem cada vez mais pequenas, neste equipamento parece que quase não as tem. Neste equipamento, com a ajuda do notch que está maior devido aos sensores de reconhecimento facial 3D que estão presentes neste equipamento, com uma ocupação de ecrã na área frontal que impressiona e se aproxima do All Screen que tanto queremos.

A nossa versão é a Twilight e é quando vemos a área traseira que percebemos que este equipamento nada tem a ver com a Samsung. Um equipamento com acabamentos em vidro, mas com característica própria, já que a Huawei foi a primeira a lançar equipamento com duas cores na área traseira e que com luz oferece uns efeitos incríveis, ainda com mais do que as duas cores que vemos claramente.

Aliás, para sermos específicos, isto é mais um “gradient” do preto ao azul/lilas e que, desta forma, temos diversas cores distintas em toda a área traseira que com luz oferece um efeito único e incrível. É um equipamento mesmo impressionante no design. E isso nota-se mesmo nas laterais do equipamentos.

Sim, na área lateral também este “gradient” igual à área traseira que, como é metálico, não oferece os mesmo efeitos, mas encaixa perfeitamente no design do equipamento. Há ainda um ponto interessante, o botão de Ligar/desligar é vermelho, que é um efeito de contraste muito bom.

Depois, na área traseira é onde temos as câmaras que continuam a situar-se no mesmo sítio que a gama Mate nos tem vindo a habituar, mas vez de colocarem em linha, “criaram” um quadrado onde além dos três sensores também contam um flash. Infelizmente, tal como tem vindo a acontecer, continuamos a ter uma saliência na área das câmaras, algo que nunca me agrada, apesar de com a utilização de uma capa (praticamente obrigatória) este “problema” desaparece.

Então e as Tecnologias inovadores? Incríveis!

Há diversas novidades, sendo a primeira e que mais se destaca por ser uma das mais aguardadas, é o sensor de impressões digitais embutido no ecrã. A Huawei foi uma das primeiras fabricantes a lançar um equipamento com esta tecnologia, mas como o equipamento era uma versão Premium e cara, o Porsche Design, acabou por passar um pouco ao lado, sendo que o grande destaque foi para a Vivo e a Oppo, com os seus mais recentes topos de gama que além deste sensor, também oferecem um ecrã quase total na área frontal.

No entanto, estes equipamentos, como tantos outros e o próprio Huawei Mate RS, continham esta tecnologia mas são equipamentos difíceis de comprar, devido a reduzida produção. Desta forma, o Mate 20 Pro acaba por se tornar o primeiro equipamento com esta tecnologia de sensor biométrico embutido no ecrã que o coloca, verdadeiramente, disponível e à venda em todo o Mundo (ou quase todo).

Como seria de esperar, o sensor biométrico não é tão rápido como os sensores de impressões digitais que estamos habituados, até porque a própria tecnologia ainda está numa fase inicial, mas é uma inovação de destaque em qualquer equipamento.

Outra coisa que impressiona é o sensor frontal 3D de reconhecimento. Como já acontecia com o iPhone, agora conseguimos desbloquear o smartphone mesmo que usemos óculos ou mesmo outros acessórios mais intrusivos, o smartphone consegue reconhecer a nossa face e desbloquear o equipamento através desta leitura. Mas a Huawei foi mais longe e colocou a possibilidade de criarmos realidade aumentada com este equipamento.

Durante a apresentação, a Huawei utilizou um peluche Panda para criar o peluche em 3D e depois colocá-lo na realidade aumentada. Terminou a acenar para a fotografia ao lado do CEO da área do consumo, Richard Yu. Bastante impressionante.

O Huawei Mate 20 Pro é o melhor de 2018?

Ainda é cedo para afirmar-mos isso, no entanto o Huawei Mate 20 Pro tem tudo para ser um sucesso e ser, mesmo, o melhor smartphone do ano. Basta olharmos para as inovações tecnológicas que o equipamento tem para ficarmos logo a pensarmos nesta possibilidade.

O preço pode ser um handicap, principalmente para Portugal onde o ordenado mínimo só irá ultrapassar os 600€ para o ano, mas quando o comparamos com os concorrentes diretos e os preços dos respetivos equipamentos, rapidamente percebemos que o Mate 20 Pro tem muitas inovações superiores, mas apesar de alto, ainda tem um preço um pouco inferior.

Artigos interessantes

A nova funcionalidade do Google Maps
Google
30 Visualizações
Google
30 Visualizações

A nova funcionalidade do Google Maps

Sandra Pacheco - 25 de Março de 2019

Esta nova funcionalidade irá destacar ainda mais o Google Maps dos concorrentes diretos. Falamos da “partilha de eventos”. Esta nova…

Huawei Mate 30: Kirin 985 deverá ser produzido em 7nm
Hardware
32 Visualizações
Hardware
32 Visualizações

Huawei Mate 30: Kirin 985 deverá ser produzido em 7nm

Bruno Peralta - 25 de Março de 2019

O próximo processador topo de gama da Huawei que deverá ter o nome de Kirin 985 pode se tornar o…

Xiaomi Mi A3 terá câmara frontal de 32MP e sensor de impressões digitais no ecrã
Telemóveis
9 Partilhas36 Visualizações
Telemóveis
9 Partilhas36 Visualizações

Xiaomi Mi A3 terá câmara frontal de 32MP e sensor de impressões digitais no ecrã

Bruno Peralta - 24 de Março de 2019

A Xiaomi é uma das principais fabricantes de equipamentos eletrónicos do momento, sendo que tem uma gama variada de produtos…

Comente

O seu email não será publico