Huawei Kirin 985 pode ser antecipado para equipar o Huawei P30

A Huawei anunciou o processador Kirin 980 durante o evento IFA 2018 em Berlim e que foi integrado pela primeira vez aos smartphones Huawei Mate 20 e Mate 20 Pro, lançdos uns meses depois. Enquanto esperávamos que o Kirin 980 alimentasse a próxima linha de telefones Huawei P30, parece que poderá haver uma alteração na estratégia da fabricante.

A notícia é divulgada pelo editor do XDA Developers, Mishal Rahman, que revelou em um tweet que um novo processador HiSilicon Kirin 985 está na plataforma do novo topo de gama da Huawei. A julgar pelo número do modelo do processador e as tentativas passadas da Huawei com SoCs que terminam com “5”, parece que o próximo Kirin 985 será uma atualização mais leve em relação à plataforma móvel Kirin 980.

Esta será a primeira vez em dois anos desde que a Huawei lançará uma versão atualizada de um chipset. A última vez que a empresa chinesa fez isso foi quando lançou o chip Kirin 955 como uma pequena atualização sobre o SoC Kirin 950, que inicialmente impulsionou o smartphone Mate 8. Na época, o Kirin 955 e o Kirin 950 só tinham uma diferença básica de velocidades de clock entre si, com todos os outros elementos sendo os mesmos.

Isso significa que o chipset Kirin 985 será apenas uma pequena atualização sobre o Kirin 980 e existe a possibilidade de a Huawei continuar vendendo o Kirin 980 mesmo após o lançamento da próxima plataforma móvel de última geração. Podemos esperar que o Kirin 985 seja o processador dos smartphones Huawei P30, que deverão ser relevados durante o primeiro trimestre de 2019.

Outra grande diferença do novo Kirin 985 poderá ser a introdução do suporte ao modem 5G, tal como o Qualcomm Snapdragon 855 também permite. No entanto, não é colocado de lado a hipótese de o Kirin 985 ser apenas uma melhoria de velocidade e eficiência do processador, e apenas no Kirin 990 é que tenhamos o primeiro processador com 5G da Huawei.

Se confirmar esta possibilidade, o Huawei Mate 30 poderá ser, mesmo, o primeiro smartphone da fabricante com suporte ao 5G e, tendo em conta que a Huawei é uma das fabricantes a investir nas telecomunicações 5G, poderemos mesmo ver o Kirin 990 a ser o primeiro processador com o 5G integrado, já que o Snapdragon 855 tem suporte ao 5G com um modem separado do processador.

Fonte: GizmoChina

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here